Connect with us

Noticias

UTI em Porto Nacional: Qual o preço de uma vida?

Published

on

Porto Nacional é sem sombra de duvidas um dos maiores centros de saúde do estado do Tocantins, localizada na região central do estado, e com um raio de ação que abrange diretamente 12 municípios, na região denominada de Amor Perfeito.

A cidade conta hoje com uma estrutura moderna e bem aparelhada no âmbito municipal, as unidades básicas de saúde atendem a contento a rede, e a UPA – Unidade de Pronto de Atendimento, passou a ser uma espécie de mini hospital, por atender com efetividade casos que outrora passavam diretamente pelo hospital de referência.
O município conta ainda com um centro de referência municipal criado especificamente para o tratamento do novo coronavírus, tendo em vista a preocupação da saúde municipal em atender a comunidade portuense dentro de um serviço especializado.

A cidade tem uma importante faculdade de medicina que já formou inúmeros profissionais que prestam seus serviços na cidade e migraram para diversas regiões do Brasil após sua formação. Escolas técnicas que formam profissionais na área da radiologia, enfermagem e laboratoriais sempre por aqui existiu e oportunizou espaço para a formação e qualificação de homens e mulheres que escolheram trabalhar pelo bem comum de uma sociedade.
Pois bem, a pergunta colocado no título desta matéria questiona não apenas qual o preço de uma vida, mais o porquê de não se investir em uma UTI, unidade que serve justamente para salvar vidas?

 

Referência em saúde
O sistema de saúde da Capital da Cultura sempre foi destaque em todo o Tocantins e Brasil, cabe citar como referência o trabalho pioneiro dos médicos Eduardo Manzano e Heloisa Lotufo, através da organização social, COMSAUDE, que em mais de 50 anos apostaram suas fichas em um projeto comunitário de saúde e escolhendo a cidade do antigo norte de goiás como ponto de partida.

Os exemplos são muitos, de profissionais da área da saúde que decidiram investir suas vidas em favor da comunidade portuense e tocantinense, cabe abrir um parêntese e citar também o legado do nobre e sempre lembrado Dr. Euvaldo Thomaz de Souza, médico e que em função de sua forte atuação na área médica foi eleito prefeito de Porto Nacional, e que no campo da saúde merece destaque pela militância na área e pela luta da garantia pela vida.

 

UTI em Porto Nacional
A luta pela implantação de uma UTI – Unidade de terapia intensiva em Porto Nacional é bem antiga mais que diante do agravamento do quadro de pandemia “Covid-19” que assola o estado do Tocantins e que consequentemente chegou em nosso município vitimando muitas pessoas e deixando um forte questionamento sobre a necessidade urgente de implantação de uma UTI na cidade.

Existe um forte apelo popular e um clamor que vem ganhado força através das rede sociais e inúmeras manifestações sendo realizadas no sentido da instalação urgente de uma unidade de terapia intensiva na cidade. A mobilização reivindica um posicionamento urgente da gestão estadual no sentido de que a população não seja deixada a reboque.

Justiça x UTI
Diante do forte cenário de crescimento no número de pacientes com Covid-19, o Ministério Público do Tocantins e a Defensoria Pública Estadual em uma atuação conjunta, propuseram à Justiça, no último sábado, 15, uma Ação Civil Pública com pedido de Tutela de Urgência à Justiça para que o Estado providencie a implantação de dez leitos clínicos, três leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e uma UTI móvel no Hospital de Referência de Porto Nacional (HRPN), exclusivos para pacientes contaminados pelo novo coronavírus.

O promotor de Justiça Luiz Antônio Francisco Pinto e a defensora pública Kenia Martins Pimenta, que assinam a Ação, requerem, também, que seja nomeado imediatamente um profissional habilitado para a Direção Clínica do Hospital, que está sem o responsável por esta função.

A Ação Civil Pública enfatiza que o Hospital Regional de Porto Nacional é referência não só para sua região de expansão (Porto Nacional, Fátima, Brejinho de Nazaré, Monte do Carmo, Santa Rita, Ipueiras, Silvanópolis, Pindorama, Santa Rosa, Chapada de Natividade, Natividade, Ponte Alta do Tocantins e Mateiros), mas também para a região sudeste do Estado, por conta dos hospitais estaduais instalados nas cidades de Arraias e Dianópolis serem considerados de pequeno porte.

O momento é de bastante apreensão pela comunidade portuense tendo em vista as perdas irreparáveis em virtude do hospital de referência de Porto Nacional não ter ainda uma UTI, a mobilização em favor da vida merece atenção e neste momento é necessário uma ação efetiva do governo estadual em função de implantar no município condições que favoreçam a garantia da vida.

Texto: Willian da Luz

 1,839 total views,  4 views today

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Polícia Militar tem primeira mulher a assumir função de alto comando na instituição

Published

on

A coronel PM Alaídes Pereira Machado é a primeira mulher a ocupar a função de subchefe do estado maior da Polícia Militar do Tocantins, cargo que compreende o escalão de alto comando da instituição, sendo a terceira na hierarquia de comando. A cúpula do comando da PMTO é composta pelo comandante-geral, chefe do estado maior e subchefe do estado maior.

Com 25 anos de serviços prestados na instituição, a oficial é a mulher mais antiga na PMTO, e já ocupou diversas funções na corporação ao longo de sua história, como comandante da Academia de Polícia Militar Tiradentes (APMT), diretora  do Colégio Militar de Palmas, Unidade II, assessora jurídica da PMTO, chefe da seção de planejamento PM/3-EM, diretora de gestão profissional da PMTO, entre outras funções.

Atualmente, além de subchefe do estado maior, coronel Alaídes também é coordenadora estadual do PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência. Em sua gestão à frente do PROERD, o programa superou os 450 mil atendimentos e contemplou 100% dos municípios tocantinenses, atingindo ainda aldeias indígenas.

“Ver as mulheres ocupando cargos de alto escalão dentro de uma instituição tão importante e respeitada como a Polícia Militar do Tocantins, nos enche de orgulho. Sinto-me agradecida a Deus e honrada com a nova e nobre missão de subchefe do estado maior”, revelou coronel Alaídes.

A oficial lembra que quando ingressou na PMTO, no ano de 1995, o quadro de oficiais feminino era separado e as policiais só podiam chegar ao posto de capitão. No entanto, em 1996 houve a unificação dos quadros, não diferenciando a carreira entre homens e mulheres. Ela ressalta que as mulheres vêm conquistando e ampliando cada vez mais seu espaço e prestígio na sociedade e na Polícia Militar não é diferente.

“O fato de ser a primeira mulher na tríade do comando aumenta e muito nossa responsabilidade tanto institucional como social. Ocupar esse cargo representa uma ascensão na carreira profissional e uma maior participação no nível estratégico da instituição. Tenho consciência desse momento histórico do qual faço parte e dos novos desafios que tenho pela frente. Sinto-me agradecida pelo apoio e confiança recebido do comando e da tropa, e preparada pelas formações técnicas e experiências obtidas ao longo do exercício da carreira, que nos habilitam e capacitam para as mais diversas funções institucionais”, disse a subchefe do estado maior da PMTO.

O comandante-geral da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, destacou a competência e dedicação da coronel Alaídes durante toda a sua carreira, assumindo funções basilares na PMTO, sendo que a experiência construída  será fundamental para o desempenho da nova função. “É muito gratificante para a PMTO ter a Coronel Alaídes em uma das funções mais importantes da corporação, a oficial conquistou este espaço e evidencia a força feminina em nossa Instituição. A experiência construída em sua carreira aliada ao comprometimento e a técnica da militar contribuirão diretamente para as ações estratégicas exigidas pela função de subchefe do estado maior da PMTO”, finalizou coronel Jaizon.

Sobre a coronel Alaídes:

A coronel Alaídes Pereira Machado é natural de Dueré – TO, nascida em 24 de janeiro de 1971, casada com o senhor Luís Antônio Pereira Coelho, com quem tem três filhos: Júlia, Lívia e Artur.

Iniciou sua carreira militar no ano de 1995, no curso de formação de oficiais realizado na Academia de Polícia Militar do Estado de Goiás, sendo a primeira colocada do curso. Foi declarada aspirante a oficial em 27 de novembro de 1997. No ano de 2005 concluiu em segunda colocação o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais – CAO, pela Academia de Polícia Militar do Estado de Alagoas.

É bacharel em segurança pública pela Academia de Polícia Militar do Estado de Goiás, bacharel em direito pela Universidade Federal do Tocantins – UFT. Pós-graduada em direitos humanos e cidadania pela Fundação Universidade do Tocantins – Unitins. Pós-graduada em docência do ensino superior pelo Instituto Geralda Aldira. Pós-graduada em estudos de política e estratégia pela Escola Superior de Guerra – Adesg. Pós-graduada em altos estudos em segurança pública – CAESP em parceria com a Universidade Estadual de Goiás – UEG.

Condecorações: medalha de mérito Policial Militar Tiradentes na Polícia Militar do Estado do Tocantins.

Homenagens: diploma de mulher cidadã em março de 2019, pela Assembleia Legislativa do Tocantins. Moção de aplausos em sessão ordinária do dia 01 de setembro de 2020, em comemoração ao dia internacional da mulher.

 

Por / Luana Barros/Governo do Tocantins

 303 total views,  7 views today

Continue lendo

Brasil

Divisão de Narcóticos da Polícia Civil apreende 1,5 kg de cocaína pura e maconha em Palmas e prende homem ligado a facção nacional

Published

on

Com o objetivo de localizar e prender um gerente do tráfico de drogas ligado a uma facção de renome nacional, foi deflagrada pela Polícia Civil do Tocantins, na manhã desta quarta-feira, 18, na quadra 305 sul, em Palmas, a operação “Cocaine Shelter”. A ação foi coordenada pela 1ª Divisão Especializada na Repressão a Narcóticos (1ª Denarc – Palmas) e pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual (MPE-TO) e resultou na apreensão de 1,5 kg de cocaína de alta pureza e meia peça (500 gramas de maconha) e do gerente, um homem de 35 anos de idade que estava, inclusive, com tornozeleira eletrônica.

 

A operação foi possível devido ao compartilhamento de informações entre 1ª Denarc de Palmas e Gaeco. Conforme as informações, a organização criminosa teria o autuado para agir como gerente de um ponto de guarda e armazenagem de cocaína e outras drogas. Segundo o delegado-chefe da 1ª Denarc, Enio Walcácer, após monitoramento em que foi identificada a forma de operação do autuado, que deixava drogas escondidas em ponto na frente de sua casa para ser apanhada por traficantes, foi realizado o ingresso na residência, oportunidade em que foram localizados os entorpecentes apreendidos.

 

Durante a abordagem foi confirmado também que o investigado de fato está ligado à organização criminosa, sendo identificado que ele estava com tornozeleira eletrônica em cumprimento de pena por condenação anterior pelo crime de homicídio.

 

O investigado foi conduzido para a sede da 1ª Denarc para ser ouvido. Em seguida, após as devidas providências legais, ele foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

 

O nome da operação “Cocaine Shelter” significa Abrigo da Cocaína, pois a casa era usada para guardar a droga.

 2,913 total views,  5 views today

Continue lendo

Brasil

Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) promove campanha de doação de sangue na próxima segunda-feira, 23

Published

on

Com objetivo primordial de incentivar a doação de sangue, a Diretoria do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), unidade vinculada à Superintendência de Segurança Integrada da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-TO), promoverá na próxima segunda-feira, 23, a partir das 8 horas, uma campanha solidária de doação de sangue na unidade do Hemocentro, localizada no Hospital Geral de Palmas (HGP).

 

A equipe do Ciopaer rotineiramente já faz doação de sangue e na segunda-feira estará até às 12 horas no HGP para receber os doadores. A equipe prestará também informações sobre dúvidas relacionadas às forças de segurança e como se tornar um aviador da segurança pública. Também haverá entrega de brindes a quem efetivamente doar sangue após a triagem, sendo importante ressaltar que os brindes são limitados. Dentre os brindes, estão camisetas, canecas, mouse pad e adesivos.

 

10 anos

 

A campanha celebra também os 10 anos da chegada da aeronave Tocantins 01 no Estado, ocorrida em sete de dezembro de 2010; e os 10 anos da criação do Ciopaer em 20 de janeiro de 2011. Para o piloto e delegado de Polícia Civil Leonardo Marincek Garrido da Nóbrega, que está na organização da campanha solidária, nada mais significativo que celebrar essas duas conquistas fazendo o bem. “Entendemos a necessidade do Hemocentro e resolvemos adiantar essas duas datas para celebrar e promover a campanha no intuito de envolver uma maior quantidade de pessoas na doação de sangue”, ressaltou.

 

O piloto e delegado Garrido solicita a todos os seguidores do Ciopaer nas redes sociais que atendam o convite do Ciopaer e compareçam no Hemocentro do HGP para doarem sangue. “O importante é aumentar essa corrente de amor e ajudar a quem mais precisa”.

 

Também na organização do evento, o major Dennys Dalla, piloto da aeronave Tocantins 01, ressalta que o objetivo da ação é melhorar o estoque do Hemocentro, que encontra-se baixo, e, dessa forma, ajudar quem precisa de doação e outros subprodutos derivados do sangue.

 

Hemocentro

 

A assistente social do Hemocentro do HGP, Kercia Vale Parrião Marques, afirma que a campanha é muito importante, pois a doação de sangue é um ato simples e altruísta que pode salvar vidas. Segundo ela, ao doar sangue o indivíduo está ajudando quem necessita urgentemente desse item essencial para a sobrevivência.

 

Serviço: Campanha Solidária Doação de Sangue do Ciopaer para o Hemocentro

Quando: 23/11/2020

Horário: 8 às 12 Horas

Disponibilidade para entrevistas: Delegado Garrido

Interessados devem enviar solicitação para o e-mail seguranca@secom.to.gov.br

 2,903 total views,  5 views today

Continue lendo

Frete Grátis para Porto Nacional

Facebook

Advertisement

Categorias

Trending

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com