Avanço na modernização da Segurança Pública é destaque em regimento interno da SSP publicado nesta terça-feira - Jornal Porto Midia

Será publicado no Diário Oficial do Estado – DOE desta terça-feira, 13, o decreto que aprova o Regulamento Interno da Secretaria da Segurança Pública, com vigência imediata. O documento traz a estrutura orgânica da instituição e atribuições de cada unidade componente da pasta, dentre eles a estrutura da Polícia Civil do Estado do Tocantins.

Na estrutura, novidades como a previsão da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher 24h, na Capital, conforme prioridades apresentadas no Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social – PESSE, lançado em 25 de junho, como fruto do esforço conjunto do Poder Público, iniciativa privada e comunidade em geral para a definição de diretrizes de políticas públicas na área de segurança para os próximos 10 anos. Também estão previstas Delegacias Especializadas em Atendimento a Vulneráveis e unidade específica para investigação de desaparecidos, junto à atual Polinter e Capturas.

O fortalecimento dos serviços de inteligência, também destacados no PESSE é implementado, com a ampliação das atividades, hoje concentradas na Diretoria de Inteligência e Estratégia da SSP, para todas as delegacias de polícia do Tocantins, que realizarão suas atividades sob a coordenação comum de órgão de inteligência dos quadros da Delegacia-Geral de Polícia Civil.

A descentralização do atendimento do Instituto de Identificação com a abertura de Núcleos de Identificação Civil no Distrito de Luzimangues e de Taquaruçu, ofertando os serviços de emissão de carteira de identidade e de antecedentes criminais em regiões estratégicas de Palmas e região é também oficialmente formalizada no Regimento.

O secretário de Segurança Pública, Cristiano Sampaio, comentou em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira, 13, a importância da normativa para o avanço institucional do órgão. “O regimento irá direcionar e padronizar a atuação de nossos servidores, facilitando o fluxo de atuação, mas, principalmente, representa a garantia de transparência dos serviços públicos ao cidadão, que agora saberá onde e como procurar o seu atendimento de modo qualificado”.

Sobre o modo de elaboração do regimento, o titular da SSP ressaltou tratar-se de um documento produzido a várias mãos e a partir de diagnóstico levantado pela instituição por meio de questionários aplicados aos servidores administrativos e policiais civis, alem de dados estatísticos e da análise de demandas nas unidades da instituição, visando à efetividade da atuação da Secretaria de Segurança e da Polícia Civil num cenário de limitados recursos públicos para aplicação na área em todo o país.

Fonte / SSP-TO

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

300x250
Paulista
277158474_1419113205204878_6132805285539760849_n
WhatsApp Image 2022-02-24 at 15.13.31
WhatsApp Image 2021-11-19 at 12.16.21

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?