BRK Ambiental em Porto Nacional | “Está roubando a nossa sociedade de cara dura e isso tem que acabar”, diz vereador Alexando sobre abertura de uma CPI - Jornal Porto Midia

O vereador Alexando Ribeiro (PMN) informou ao Portal Atitude que a Câmara Municipal de Porto Nacional vai abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito  (CPI) para investigar supostas  irregularidades cometidas contra os moradores da cidade. “Eu peço que a sociedade de Porto Nacional nos ajude nesta mobilização para que nenhum parlamentar negue a assinar a CPI e eu acredito que com a força popular presente no plenário vai nos ajudar bastante”, pediu o vereador.

A empresa responsável pela concessão de água e esgoto de 47 cidades do Tocantins já foi alvo de três CPIs iniciada, mas travaram na Assembleia Legislativa do Tocantins e agora com pressão popular as Câmaras Municipais de Palmas, Gurupi e Araguaína abriram investigações e em Porto Nacional o pedido será apresentada pelo vereador Alexandre Ribeiro (PMN) no início de junho.

 “O pedido de CPI vai tramitar na próxima Sessão que eu acredito que será no dia 11 de junho e contamos com a anuência do todo plenário para que possamos ter a quantidade de votos suficientes para levar adiante a CPI até o término dela”, disse o vereador Alexandro.

De acordo com o vereador os moradores de Porto Nacional tem sido lesado pela concessionária de água e esgoto desde quando ela fazia parte do grupo Odebrecht.

“Esta empresa vem lesando a sociedade portuenses há algum tempo, desde quando era Odebrecht que vendeu a concessão dela para BRK Ambiental. São vários fatores, dentre eles a água não tem qualidade, já presenciamos várias vezes em vários bairros de Porto Nacional a água com cor de lama, a empresa faz serviços na rua mas não faz manutenção devida (no pavimento) e deixam as ruas deterioradas”, disse o vereador.

Outro problema elencado pelo vereador são os constantes aumentos na tarifa de água e esgoto.  

 “É uma empresa que todos os dias cria tarifas que a sociedade não conhece. Se um inquilino sair de um imóvel e depois de seis meses, mesma sem usar água na casa, o valor da conta da tarifa é o mesmo. Está roubando a nossa sociedade de cara dura e isso tem que acabar”, disse.

Para ele, a CPI irá mostrar os caminhos que os vereadores poderão tomar contra a BRK Ambiental.

“Esta CPI vai nos abrir vários caminhos para que possamos estar amparando a nossa sociedade que não tem para onde recorrer. Vamos abrir a CPI e solicitar o Poder Executivo que mande um Projeto de Lei para que possamos derrubar todas as tarifas abusivas que vem tirando o sono e perturbando o direito constitucional do nosso povo portuenses”, considerou o vereador.

Informações: Portal Atitude

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

300x250
Paulista
277158474_1419113205204878_6132805285539760849_n
WhatsApp Image 2022-02-24 at 15.13.31
WhatsApp Image 2021-11-19 at 12.16.21

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?