Centro de Atendimento Integrado atenderá jovens vítimas de violência em Palmas e região

Com o objetivo de garantir o atendimento adequado às crianças e adolescentes vítimas e testemunhas de violência, Ministério Público do Tocantins (MPTO), Secretaria Estadual de Segurança Pública e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social assinaram, na tarde desta segunda-feira, 10, um termo de cooperação técnica que viabiliza o funcionamento do Centro de Atendimento Integrado 18 de maio.

A Subprocuradora-Geral de Justiça, Maria Cotinha Bezerra Pereira, representou o Ministério Público na solenidade e valorizou a iniciativa. “O atendimento especializado de crianças e adolescentes vítimas de violência tem previsão legal e é uma necessidade. Este espaço é resultado da união de esforços das instituições e da sociedade. O trabalho do Promotor de Justiça Sidney Fiori Júnior foi fundamental para este momento”, salientou Maria Cotinha, que parabenizou a iniciativa do coordenador do Caop da Infância, Juventude e Educação (Caopije).

Também assinaram o termo de cooperação o secretário de Estado da Segurança Pública, Cristiano Barbosa Sampaio, e a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Valquíria Rezende. 

Localizado na Quadra 504 Sul, o espaço vai viabilizar a escuta especializada pela rede de atendimento e o depoimento especial de crianças e adolescentes, no âmbito policial e judicial. Conforme previsto na Lei º nº 13.431/17 e no Decreto nº 9.603/2018, a criança e o adolescente vítima ou testemunha de violência devem ser prontamente atendidos por órgão especializado, bem como receber todas as intervenções de maneira célere e no mesmo local, a fim de evitar a revitimização.

A criação do Centro Integrado 18 de maio foi articulada pelo Centro de Apoio às Promotorias da Infância, Juventude e Educação (Caopije) do MPTO, por meio do projeto Escuta Protegida, em conjunto Secretaria de Segurança Pública e a Secretaria do Trabalho e da Assistência Social de Palmas.

“Podemos avançar ainda mais. Este espaço é fruto de muito trabalho da equipe do Caopije e atenderá, não somente à população de Palmas, mas, também, casos dos municípios vizinhos da capital. A ideia é que o Centro Integrado 18 de Maio seja um espaço de acolhimento, que garanta segurança, conforto e um atendimento mais humanizado. Nosso objetivo, agora, é viabilizar a equipe multiprofissional para viabilizar a escuta especializada”, comentou o Promotor de Justiça Sidney Fiori Junior.

Fonte/ MPE-TO

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

WhatsApp Image 2021-12-06 at 18.51.44
WhatsApp Image 2021-11-20 at 07.01.56
WhatsApp Image 2021-11-19 at 12.16.21
271167716_1371306459985553_2769517668468713410_n
WhatsApp Image 2021-08-06 at 08.36.06
WhatsApp Image 2021-10-29 at 09.23.51

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?