Connect with us

Noticias

Defensoria e Seciju discutem situação de detentos de Porto Nacional e Natividade

Published

on

Após constatarem indícios de práticas de tortura e outras irregularidades na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Porto Nacional e na Cadeia Pública de Natividade, os coordenadores do Núcleo Especializado de Assistência e Defesa do Preso (Nadep) e do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos (NDDH) da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) se reuniram nesta quinta-feira, 6, com o titular da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), Heber Fidelis.

“A questão do sistema prisional é complexa e envolve várias nuances. A proximidade da Defensoria Pública com a Seciju só favorece a resolução das demandas”, disse a coordenadora do Nadep, defensora pública Napociani Póvoa, acrescentando: “A Defensoria repulsa qualquer forma de violação e está atenta às informações que nos são dirigidas. Nosso compromisso é com a preservação dos direitos do cidadão, especialmente aquele cerceado da liberdade de locomoção”.

O encontro foi realizado na sede da Seciju, em Palmas, à convite da Secretaria. O coordenador do NDDH, defensor público Neuton Jardim, também destacou a missão da Defensoria em atuar para que todos tenham acesso à Justiça. Ele e Napociani integraram o grupo de defensoras e defensores públicos que, nos dias 1º e 4 de setembro, realizou inspeções em Porto Nacional e Natividade, respectivamente.

De acordo com Heber Fidelis, é interesse da Seciju a proximidade com a DPE-TO para se buscar possíveis melhorias no sistema penitenciário estadual. “A Seciju tem buscado, cada vez mais, se aproximar de órgãos como a Defensoria Pública, que está dentro do sistema, que cuida dos presos, que recebe denúncias dos próprios presos, de familiares, apura tudo e nos traz as problemáticas para que a gente possa tomar as medidas necessárias, abrir sindicância ou discutir os fatos. Nós temos mesmo que trabalhar juntos em prol de prestar um bom serviço”, afirmou o secretário.

Seis defensoras e defensores públicos, além de servidores da Instituição, realizaram as inspeções, motivadas por denúncias que chegaram à DPE-TO por meio do Disque 100, o Disque Denúncia do Ministério dos Direitos Humanos.

CPP de Porto
Em Porto Nacional, município localizado a 62 quilômetros de Palmas, segundo relatos coletados junto aos reeducandos, entre 15 a 20 agentes penitenciários da Capital foram, encapuzados, até a CPP na madrugada do último dia 30, para uma revista padrão motivada pela recente troca da direção da unidade prisional. Entretanto, ao invés da ação se desenvolver de forma tranquila, visto que os detentos afirmam que não ofereceram resistência, os agentes teriam sido violentos, conforme a denúncia.

O caso mais grave percebido durante a inspeção foi a de um detento de 49 anos que, também conforme os reeducandos ouvidos, foi atingido, excessivamente, tanto pelo spray quanto pelo gás de pimenta e, depois teria sido exposto ao sol durante horas, gerando, em 50% do corpo dele, queimaduras de 2º grau, segundo apontou o laudo médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. O detento recebeu, na UPA, o primeiro atendimento antes de ser encaminhado para o Hospital Regional de Porto Nacional e, por fim, ao Hospital Geral de Palmas (HGP).

Cadeia em Natividade
Conforme os reeducandos da Cadeira Pública de Natividade, município que fica a 229 quilômetros de Palmas, a violência ocorreu nos dias 28, 29 e 30 de agosto. Presos que foram transportados de Natividade para Porto teriam sido agredidos antes e durante o percurso.

“A situação relatada pelos reeducandos foi de uso de armas não letais, como gás e spray de pimenta, bombas de gás lacrimogênio e disparo com balas de borracha. O uso de tais armamentos, ainda que considerados não letais, representa sim risco de morte revela-se em grave ofensa aos direitos humanos, sobretudo em situações de ausência de animosidade”, disse a defensora pública Kenia Martins, que integrou a inspeção e, atualmente, responde pela Defensoria Pública em Natividade. Ela acredita que há indícios de relação entre os atos denunciados em Porto e em Natividade.

Foi constatada, ainda, a falta de fornecimento de materiais básicos de higiene e a suspensão temporária das visitas, algo também detectado na CPP de Porto Nacional e que será apurado pela DPE-TO.

“A Defensoria Pública vai solicitar formalmente informações sobre os motivos que ensejaram as suspensões destas visitas, já que a suspensão desse direito deve ser precedida de um procedimento administrativo e não pode ser efetuada de maneira coletiva. Vão ser solicitadas, também, explicações sobre o uso das armas não letais, pois a Defensoria tem o dever institucional de zelar pela dignidade humana do preso e o dever de agir em situações de denúncias de violação dos direitos humanos”, enfatizou a Defensora Pública.

Punição
“Existem várias irregularidades, condições precárias e questões estruturais que submetem aos presos; e é justamente contra isto que atuamos”, disse o defensor público Neuton Jardim.

Representante nacional das Secretarias Estaduais de Cidadania e Justiça no Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, do Ministério da Justiça Cidadania, o titular da Seciju disse que, caso confirmadas – após apurações internas – as torturas serão punidas com rigor. “Chegaram, informalmente, algumas denúncias, tanto do Conselho Penitenciário quanto da própria Defensoria Pública, que está nos oficiando. Então, nós vamos abrir uma sindicância para apurar os fatos. A Seciju abomina qualquer tipo de tortura ou excesso praticado por qualquer tipo de pessoa, independente se é um agente nosso ou em qualquer área da sociedade. Então, caso seja confirmado o que nos foi passado, haverá punições administrativas severas”, enfatizou.

Unidades prisionais
A CPP de Porto Nacional tem capacidade média para comportar 30 reeducandos e, atualmente, conta com 166 dos regimes fechado e semiaberto.

A Cadeia de Natividade também está com número de detentos acima do previsto, já que tem capacidade para 12 reeducandos, mas conta, atualmente, com 43.

 

Fonte: Marcus Mesquita / Ascom DPE-TO

 2,172 total views,  4 views today

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Noticias

Grupo Jovem Samba – Com mais de 20 anos de estrada, portuenses mantém pegada alto astral ao som do samba e pagode

Published

on

No ano em que completou 160 anos de emancipação política, a cidade de Porto Nacional mais uma vez agraciou os portuenses com o desfile de diversas atrações musicais dentro do Circuito Turístico Cultural Audiovisual, organizado pela Secretaria da Cultura e do Turismo.

Dentro uma ampla programação que contempla os variados estilos musicais, um grupo merece respeito e reverência, por se manter firme na longa caminhada e sempre buscando inovar e apresentar um repertório pra cima.

Se trata do Grupo Jovem Samba, legitimamente portuense e com uma trajetória de mais de 20 anos de estrada, desde a primeira apresentação oficial no CEM – Félix Camôa, onde recebeu apoio e incentivo da comunidade escolar no ano de 1998

O melhor do samba e pagode

O vocalista Adnúbio se mantém com o mesmo carisma e alto astral do inicio do projeto, e se diz a cada dia pronto em levar a boa música  que embalou e marcou a história muita gente na longa trajetória musical.

 “Nós éramos uma banda de fundo de quintal de amigos,que tocava com lata que era nossos instrumentos e que mais tarde seria o incentivo para levarmos nosso sonho adiante. Pontua, Adneubio.

A formação atual conta com Adnubio (Vocalista),Magno (Contra-baixo),Waltefilho(Bateria),Willian (Percussão),André (Percussão),Thiago (Violão e Guitarra), Hugo (Sax), Maycon (Teclado) e Douglas (Cavaquinho).

Manter a sonoridade e sempre acompanhar as novas tendências musicais e sempre caprichar no repertório, sempre foi um grande diferencias do Grupo Jovem Samba, não existe ninguém que não conheça a sonoridade do grupo e tenha uma boa história para contar. Foram inúmeras apresentações em todos os grandes eventos musicais de Porto Nacional, dentre eles o carnaval, semana da cultura, micaretas, feira agropecuárias, festas corporativas, sabadeiras,domingueiras e resenhas.

No ano de 2020, o grupo marcou presença  no circuito cultural Porto Verão, organizado em Porto Nacional através da Prefeitura de Porto Nacional;

Confira o link abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=LxKNy5YRPXI

No ano de 2021, o grupo marcou presença também dentro da live organizada através da Secretaria da Cultura e do Turismo e mais uma vez contagiou os internautas com muito swing e pagode. Confira a live abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=c44adBhy_xg

Live Show Pagode do Grupo Jovem Samba: https://www.youtube.com/watch?v=zGQypQLSwf4

Originalidade e carisma

Uma das marcas do Grupo Jovem Samba, é sem sombra de dúvidas a originalidade do grupo, que sempre se manteve fiel as suas raízes e por onde passou dentro de Porto Nacional e nos grandes eventos em cidades vizinhas.

O Carisma e o timbre do vocalista Adnúbio e a sincronia da banda que toca junto e se conhece a muito tempo são reconhecidos em qualquer lugar e faz da Grupo Jovem Samba ser destaque pela qualidade musical e por manter vivo o samba e pagode que passa por sucessos dos anos 90 do grupo Raça Negra até hits conhecidos de outros estilos e sempre dentro de um repertório novo e atual.

No próximo domingo, dia 25, O grupo Jovem Samba subirá ao palco montado na sede da Comsaúde, dentro do Circuito Turístico Cultural Audiovisual de Porto Nacional, e que será transmitido ao vivo através do canal do Youtube da Prefeitura de Porto Nacional: https://www.youtube.com/channel/UCjFqAohIwqzxD9w9ciTTk0Q

Uma grande domingueira regada a muito samba e pagode e que presenteará os portuenses com muita musica de qualidade dentro da programação do Porto Verão 2021, que este ano em virtude da pandemia está sendo totalmente online.

Por: Willian da Luz

Fotos: Arquivo pessoal do Grupo

 805 total views,  657 views today

Continue lendo

Noticias

Banda Zorra se consolida com a pegada contagiante da arrochadeira

Published

on

Fazer um som de qualidade e unir a ele musicalidade e uma batida contagiante é uma das missões que as bandas buscam na conquista e afirmação da sua arte.

Dentro desse contexto a Banda Zorra soube unir a batida perfeita de ritmos como arrochadeira,bregadeira e swingueira e sempre no alto nível e colocando todo mundo para se mexer dentro de suas apresentações que sempre são feitas com muito alto astral e com uma levada diferenciada e aprovada pelo público.

Batida envolvente

Com uma trajetória construída em Porto Nacional e presente  em grandes eventos musicais,lives culturais, eventos particulares , a Banda Zorra tem nos vocais o talento e o carisma do cantor Ademir Junior, que se diz preparado para os novos desafios que vem pela frente e acredita que no futuro breve com a retomadas das atividades culturais vai poder apresentar novidades ao público.

O vocalista Ademir Junior, de apenas 21 anos, vem trilhando o caminho de grandes artistas e se apresenta com muita  maturidade vocal e se espelha  em suas referências musicais que são  as bandas Luxúria,Kuarto de empregada,Dan Ventura,Trio Da Huana dentre outros artistas que integram esse gênero musical que conquistou o Brasil e que está presentes nas maiores festividades como carnaval e micaretas.

Circuito Turístico Cultural Audiovisual de Porto Nacional

Com a experiência de já ter participado em 2020 dentro da temporada Porto Verão 2020, que aconteceu de forma digital, a Banda Zorra subirá ao palco neste ano de 2021, no próximo dia 25, dentro de uma apresentação que promete quebrar tudo e fazer os portuenses não ficarem parados em casa na grande live organizada pela Prefeitura de Porto Nacional por meio da Secretaria da Cultura e do Turismo.

Conheça mais sobre a Banda Zorra e siga nas redes sociais no instagram: @banda_zorra e o perfil do vocalista @ademirjuniii ou agende a sua resenha através do contato: 63-984842384

Por: Willian da Luz

Fotos: Arquivo pessoal do artista

 1,762 total views,  478 views today

Continue lendo

Noticias

Diego Guedes – Cantor sertanejo se destaca por versatilidade musical e repertório moderno e atualizado

Published

on

Integrante de um seleto grupo de artistas tocantinenses da nova geração da música sertaneja, o cantor Diego Guedes, nascido em Porto Nacional, vem trilhando um caminho de desafios e de oportunidades dentro do cenário musical.

Com um repertório sempre atualizado o cantor solo tem como uma das suas influências musicais a dupla Matheus e Kauã, que tem um estilo musical moderno e que explora as novas vertentes do seguimento sempre com romantismo e sensibilidade.

O inicio da carreira do artista sertanejo Diego Guedes, se assemelha com a de muitos músicos e começou ainda em sua infância tocando variados instrumentos musicais na igreja que a juntamente com sua família.

No coração da musica sertaneja

Da bateria ao violão ao sonho de cantar e tocar em grandes palcos do Brasil, fez com o que o cantor se desafiasse e junto com um amigo deu inicio a dupla Diego Guedes e Emanuel, onde ensaiaram seus primeiros passos em Porto Nacional e enxergando novas oportunidades partiram para Goiânia no coração do Brasil e de onde foram buscar maturidade e crescimento musical e profissional.

A dupla Diego Guedes e Emanuel assim como a maioria das duplas, começou a se apresentar nos tradicionais barzinhos da capital goiana e assim ganhando espaço e tendo contato com artistas consagrados de quem os mesmos pediram conselhos.

“ O sonho de buscar nosso próprio teria que passar por Goiânia e fomos beber da fonte para conhecermos melhor e crescermos como músicos”. Pontua, Diego Guedes.

Retorno as raízes

Com o agravo da pandemia e o fechamentos dos eventos artísticos e culturais, impossibilitando que os cantores continuasse suas apresentações ao vivo, Diego Guedes se viu diante de um momento desafiador e retornou ao estado do Tocantins, onde junto com a família e amigos buscou recarregar suas baterias e trilhar novos caminhos dentro da música.

Nascia ali sua carreira solo, fruto de muito diálogo e percepção de encontrar ser um novo começo, Diego Guedes começou a interagir com duplas parcerias em lives musicais e usas suas redes sociais para divulgar seu novo projeto musical solo.

No ano de 2021, o artista fará participação dentro do Projeto Circuito turístico cultural de audiovisual de Porto Nacional, o show será quarta-feira, 21, no palco principal do evento que está sendo realizado na sede da COMSAÚDE, e onde vários artistas se apresentam. O show solo marca a virada de chave na trajetória do cantor portuense de 24 anos e o inicio de uma trajetória musical que no futuro breve ganhará os palcos dos grandes eventos dentro e fora do estado.

Por: Willian da Luz

Fotos: Arquivo pessoal do artista

 5,596 total views,  480 views today

Continue lendo

Publicidade

Desenvolvimento de Sites! +Bônus!

2

Facebook

Advertisement

Categorias

Trending