Ex-jogador que matou técnico em Porto Nacional é condenado a 12 anos de prisão

Tribunal do Júri de Porto Nacional condenou Matheus Rodrigues Ramos, ex-jogador do Interporto, pela morte do técnico de futebol Armando Martins de Almeida Filho, conhecido como “Armandinho”. Seguindo a decisão do conselho de sentença, o juiz Alessandro Hofmann Teixeira Mendes, titular da 1ª Vara Criminal de Porto Nacional, sentenciou o réu, nesta segunda-feira (26/11), a 12 anos de prisão.

Consta nos autos que, na madrugada do dia 05 de novembro de 2017, o acusado estava na casa de Armando, no Bairro Cruzeiro do Sul, em Porto Nacional, quando os dois começaram a discutir e o ex-jogador desferiu violento golpe contra a vítima, acarretando em sua inconsciência. Em seguida, aproveitando-se da ausência de consciência da vítima, Matheus desferiu golpes de faca contra Armando no rosto, no ombro e no pescoço, causando-lhe a morte.

O réu confessou o crime e relatou que iniciou um relacionamento com o técnico cinco anos antes, aos 15 anos, quando jogava no Interporto. Após o fim do contrato com o time, o ex-jogador se tornou garoto de programa e a discussão com Armando aconteceu em função da recusa do técnico em pagar por um programa.

De acordo com a sentença, Matheus foi condenado por homicídio qualificado por motivo torpe e deverá cumprir 12 anos de prisão, em regime fechado, na Cadeia Pública de Porto Nacional.

Confira a decisão.

 Fonte: Jéssica Iane / Foto: Rondinelli Ribeiro

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

WhatsApp Image 2021-12-06 at 18.51.44
WhatsApp Image 2021-11-20 at 07.01.56
WhatsApp Image 2021-11-19 at 12.16.21
271167716_1371306459985553_2769517668468713410_n
WhatsApp Image 2021-08-06 at 08.36.06
WhatsApp Image 2021-10-29 at 09.23.51

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?