Connect with us

Noticias

I Encontro de Comunicadores de Porto Nacional reúne profissionais da década de 50 até dos dias atuais

Published

on

Saudosismo histórico, compartilhamento de vivências e experiências valorosas, uma volta ao tempo de ouro da Comunicação portuense, profissionais de vanguarda e o jornalismo atual comentado pelo jornalista secular, Cleber Toledo. Assim foi o I Encontro de Comunicadores de Porto Nacional, idealizado e realizado pela Secretaria Municipal da Comunicação de Porto Nacional. O evento aconteceu nesse sábado, 08, no auditório do Centro de Convenções Vicente de Paula Oliveira – Comandante Vicentão, na orla da cidade. Cerca de 200 pessoas prestigiaram e participaram. Foi um marco na Comunicação do estado do Tocantins.

WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.27.32

Comunicadores da década de 50 até os dias atuais

Reunindo profissionais das décadas de 50, 60, 70, 80, 90, e dos anos 20 (2020), o I ENCOM homenageou personalidades que desenvolveram a Comunicação em Porto Nacional, como o farmacêutico e jornalista Oswaldo Ayres da Silva, fundador do Jornal A Nórma, em 1953 e, também, do periódico O Porvir, em 1922. Esses veículos eram produções libertárias que marcaram a história da imprensa norte-goiana, atuando na construção da causa separatista, quando da possiblidade de divisão do norte do estado de Goiás para virar estado do Tocantins.

WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.55.47

O primeiro Troféu Imprensa do ENCOM foi para Walter Thomaz de Souza, parente próximo de Oswaldo Ayres. O segundo troféu foi para o radialista que marcou a década de 80, Raildo Barros. Quem recebeu a homenagem foi sua mãe, dona Raimunda Nonato; a viúva, Ozair Castro, irmãos e os filhos Yuri Barros e Keyth Raysa.

WhatsApp Image 2020 02 08 at 12.08.57

Prefeito Joaquim Maia, o homenageado Walter Thomaz de Souza e o secretário municipal da Comunicação, Lidevino Filho

WhatsApp Image 2020 02 08 at 12.08.59

Família do homenageado Rildo Barros

WhatsApp Image 2020 02 08 at 12.09.01

 Irmã de Raildo Barros

Raildo foi um dos grandes nomes do rádio portuense, sendo também coordenador das Rádios Anhanguera AM e Araguaia FM. Ele morreu em 1996 e seu assassinato foi tema de uma matéria jornalística do programa Linha Direta da TV Globo.

O terceiro Troféu Imprensa foi para o ex-telégrafo aéreo e ex-gerente das Rádios Anhanguera AM e Araguaia FM, o comunicador José Pereira de Macedo, que desde os anos 1950 empreende e é apaixonado por comunicação.

WhatsApp Image 2020 02 08 at 12.09.09

Homenageado, José Pereira de Macedo e família

Outro ponto alto do evento foi a palestra “Uma Releitura de Política Editorial para o Webjornalismo”, ministrada pelo empresário, jornalista e editor-chefe do Portal CT, Cleber Toledo.

WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.26.13

Palestrante jornalista Cleber Toledo

O prefeito Joaquim Maia, feliz, reconheceu a grande importância e influência de seu bisavô Luís Leite Ribeiro para o início da comunicação social em Porto Nacional. “Que honra saber que a comunicação em nosso Município partiu da minha família. Meu avô fundou o jornal Folha do Norte, em 1891”, disse.

O secretário municipal da Comunicação e realizador do evento, Lidevino Filho, agradeceu todos os comunicadores de Porto Nacional e do Tocantins, pela participação nesse, que será o primeiro de muitos Encontros de Comunicadores do Estado.

“Comunicar é uma arte. A transmissão da informação, seja por qual veículo for, é essencial para a vida em sociedade. Os profissionais da Comunicação são formadores de opinião que trabalham diuturnamente para unir e envolver as pessoas e suas sociedades, com a transmissão de informações e conhecimentos através de gerações”, disse satisfeito o Secretário de Comunicação.

WhatsApp Image 2020 02 08 at 12.09.15

Secretário Municipal da Comunicação, Lidevino Filho

A Palestra

Só uma questão de leitura de cenário a partir de análises do Google Analytics. O senso comum diz que o webjornalismo só se dá, exclusivamente, em tempo real. Que os sites devem dar as notícias rapidamente e sobre tudo. Não é bem assim. A rapidez na disseminação da informação depende de muitos fatores importantes, e um deles é a checagem da notícia. A publicização da informação exige veracidade dos fatos.

No webjornalismo, o tempo de exposição, o volume de acessos e a velocidade de atualização das informações são importantes para as métricas. Sem elas, a estratégia pode não ser tão assertiva. Produzir conteúdo e ser bem ranqueado é fundamental no meio digital. É tão importante que o Google sempre atualiza seus algoritmos de ranqueamento para posicionar posts realmente relevantes. No entanto, só criar sem estratégia não é o suficiente.

O volume de acessos implica quantos cliques têm a matéria em minutos, horas, dia. Considerando o volume de acesso, qualquer matéria que a Folha/Globo/Estadão colocarem terá dezenas de milhares de visualização na primeira hora. O CT, para chegar a milhares de visualização, precisa oferecer matérias com ganchos fortes e expô-las por mais tempo. A velocidade de atualização depende do volume de acesso.

Para se ter um volume de acesso grande é preciso, antes de tudo, ter uma grande produção de notícias. Para ter uma grande produção de notícias, é preciso investir muito em pessoal, o que é caro. Para essa grande produção ter qualidade, é preciso que seja própria, o que significa informação analisada, checada, definida a angulação e contextualizada.

Com um Estado de economia ainda incipiente, só haverá recursos para essa elevada produção própria e qualificada, se o veículo se aliar a grupo de interesse político.

O leitor – Os leitores fiéis dos sites, em linha geral, não são, necessariamente, o usuário médio de redes sociais, mas, em grande medida, os mais qualificados, e muitos sequer têm ou pouco usam as redes.

Outro caminho em busca de um grande volume de acesso é fazer postagens sem qualificação da notícia. Isso não funciona! Nivela o jornalismo por baixo e não atinge o objetivo (grande volume de acesso). São notícias, na sua quase absoluta maioria, sem interesse público e sem interesse do público. São notícias copiadas e coladas sem nenhuma preocupação com qualidade, angulação, checagem e contextualização.

Os caminhos possíveis para um webjornalismo regional de qualidade e de longo prazo, passa pela especialização ou redução do foco de abrangência e pela qualificação da notícia.

“Devemos saber que não vamos conseguir um grande volume de acesso, nos padrões dos sites nacionais, mesmo com a qualificação da informação. Será ainda pior sem essa qualificação, porque nivela o jornalismo por baixo. Devemos saber que mais importante do que a audiência é a credibilidade da informação, que vai gerar a capacidade de influenciar a sociedade, que é o maior valor de mercado de um veículo de comunicação, e não meramente a audiência”, destacou o jornalista Cleber Toledo.

Na verdade, a audiência dos veículos de internet tende a cair com a expansão progressiva das redes sociais, mas, trabalhando, profissionalmente, seu poder de influenciar os debates, será crescente.

A informação bruta das redes tende a ter cada vez menos credibilidade, com o amadurecimento do público sobre o tema. Marcas e instituições vão continuar querendo se vincular a veículos que lhes emprestam credibilidade. Já há uma fuga de marcas das redes sociais pelo nível baixo da relação que ali se estabelece.

Os veículos precisam, então, definir o foco (área de cobertura), que deve estar em sintonia com a realidade de mercado (há patrocínio para este setor?). Se tornarem referência de qualidade em cobertura do segmento, a ponto de pautar o debate público e ter capacidade de influenciá-lo.

Um veículo de comunicação regional com uma política editorial bem-sucedida deve ter qualidade e veracidade na transmissão da notícia.

Contando histórias

O Raimundo Coimbra, conhecido como Indiana Joe, foi um dos pioneiros de rádio em Porto Nacional, desde os movimentos de rádios livres, as famosas rádios piratas da década de 1980.

O locutor, lisonjeado pela participação no I ENCOM, emocionou os participantes ao relembrar da era de ouro do rádio. Na década de 80, a radiodifusão era feita com muito idealismo, paixão e participação na vida da comunidade.

O locutor de voz grossa relembrou dos grandes nomes do rádio naquela época, como Raildo Barros, Arnaldo Bahia, Alessandro Lima (Xandão), Wesley Rocha, Miguel Rodrigues, Elói Gonçalves, Alisson Lima, Valdemar Júnior e muitos outros.

WhatsApp Image 2020 02 08 at 12.08.53

Raimundo Coimbra, conhecido como Indiana Joe

Troféu Imprensa

Um dos homenageados, José Pereira de Macedo, também relembrou sua trajetória como telégrafo aéreo e a luta pela instalação de duas rádios em Porto Nacional, na transmissão AM e FM.

Ambas correspondem a métodos populares e eficientes de transmissão de informação por meio de sinais de rádio. A mais popular e eficaz forma de transmissão durante grande parte do século XX, permanecendo, até hoje, como um canal atemporal de propagação de conteúdo. 

WhatsApp Image 2020 02 08 at 12.08.50

José Pereira de Macedo

História

Em 1891 fui fundado o primeiro jornal portuense “Folha do Norte”, pelo comerciante Luís Leite Ribeiro. O único em circulação na cidade. O coronel Frederico Lemos também foi dono desse jornal. Sua tipografia foi comprada em Paris.

O segundo jornal portuense foi “O Incentivo”, em 1902, também de Frederico Lemos e Luís Leite Ribeiro. O terceiro jornal foi “O Norte de Goyaz”, em 1905, fundado pelo médico e deputado federal, Dr. Francisco Ayres da Silva.

O quarto periódico foi o “Jornal do Povo”, em 1920, também do coronel Frederico Lemos e de Quitiliano da Silva e Rafael Fernandes, dirigido por Abílio Nunes. O quinto foi o “Folha dos Moços”, em 1930, dos Frades Dominicanos, feito por alunos da Escola Santo Tomaz de Aquino.

O sexto foi o Goyaz Central, em 1945, do Partido Social Democrático (PSD), orientado por Adelino Gonçalves. O sétimo foi “A Nórma”, em 1953, fundado por Osvaldo Ayres da Silva que também fundou “O Porvir”, em 1922.

Pode-se mencionar, ainda, outros jornais, entre os quais, “O Polichinelo” (1919), também do Osvaldo Ayres; “O Porto Nacional” (1964), de Antônio Poincaré Andrade; “Brasil Central” (1985), tendo como diretor, Getúlio Matos; e “O Paralelo 13” (1986), fundado por Edson Rodrigues e Edivaldo Rodrigues.

WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.55.45

Jornalista Marimar Aiala

WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.37.06

Radialista João Alberto

WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.35.43
WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.26.05

Radialista e mestre de cerimônias, Alessandro Lima, o Xandão

WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.26.01

Exposição de antiguidades – relíquias de José Pereira de Macedo

WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.24.58
WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.24.59
WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.25.01
WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.25.04
WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.25.58
WhatsApp Image 2020 02 08 at 10.26.03

Por / Umbelina Costa

Fotos: Dornil Sobrinho e Antônio Cruz

 957 total views,  8 views today

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Noticias

Jéssica Quirino: Conheça a trajetória da jovem Influenciadora Digital que se tornou referência no Tocantins

Published

on

 

A jovem portuense de 24 anos tem se destacado com trabalhos consistentes nas redes sociais e agregado valor a importantes marcas e empresas.

 

A Capital da Cultura do estado do Tocantins sempre se destacou por sua variada capacidade de produzir novos talentos em suas diferentes formas de manifestações artísticas e culturais e assim confirmando o importante tÍtulo de cidade fomentadora de cultura e pioneira em sempre inovar e apresentar seu potencial.

Dentro desse seleto grupo de talentos da terra, a jovem Jéssica Quirino, de 24 anos, acadêmica de Educação Física, vem conquistando a cada dia seu espaço como influenciadora digital e produtora de conteúdo, o seu trabalho tem crescido e também agregado valor a marcas de empresas de variados seguimentos como moda, música, saúde e bem estar, entre inúmeros outros trabalhos que tem feito da portuense uma referência dentro do mercado digital que vem crescendo substancialmente em todo Brasil.

 

Esporte e estudos

Jéssica Quirino, explica que o foco e a disciplina começaram quando ainda tinha 08 anos de idade, foi quando o esporte entrou em sua vida e de lá pra cá nunca esqueceu os ensinamentos e conceitos que carrega até hoje.

“Conheci o grande treinador José Roberto, sempre mais que um treinador para suas atletas. Um verdadeiro pai. O conselho de sempre era ‘Minha filhas arruma namorado não, foque nos estudos de vocês, namoro vai desviar vocês de tudo”.     Excelente profissional, e dava o sangue por nós.

As broncas também eram certeiras. Eu era a viciada do esporte, saia do setor Tropical Palmas em Porto Nacional para o centro olímpico, ginásio para treinar, jogar. E assim ganhei vários títulos e medalhas de melhor jogadora, ataque, saque, revelação.

 

Qualificação profissional e primeira profissão

Jéssica, fala com orgulho de um momento especial de sua vida, onde pode integrar projetos voltados à juventude e obter qualificação profissional.

“Entrei no projeto ProJovem Adolescente no Cras União no setor Vila Nova, lá fiz vários cursos, inclusive o de manicure, que foi a minha primeira profissão. Na época eu cobrava 10 reais, pé e mão.

Ensino médio, treinamento e dança

 

Jéssica discorre sobre um momento importante de sua vida, “No último ano do ensino médio, entrei no time da AABB, treinei por muito tempo lá. Ganhei uma família, eu era a mais nova do time, tinha apenas 16 anos. Foi quando comecei a treinar para ganhar mais desempenho, na academia Rithimus próximo ao Posto Guararapes”.

Lá eu conheci na época professor de dança, Marcelo Alessandro. Me via mexer o  corpo durante os treinos e me chamou para conhecer o projeto de dança dele chamado ‘Cia de dança Rithimus Dance’. Tímida total! Mas no projeto aprendi a ir desenrolando. Não cheguei a fazer apresentações, meus pais muito restritos.

 

A dançarina

Jéssica cita com carinho a chegada dos convites e começava ali brotar um sonho que se consolidaria mais tarde.

“Conheci a Ruth Rocha, não me lembro como a conheci, mas ela me chamou para dançar na Banda Doce Balanço”. Outra luta para os meus pais deixarem. Lembro que ensaiamos para uma temporada de carnaval. Passamos dias ensaiando, e chegando o dia meu pai e minha mãe não deixaram. Fiquei daquela forma né, como toda adolescente, emburrada.

Depois a Ruth me indicou para outra banda, a Moleca Sapeca, na época a vocalista Celia Araújo. Por muita insistência, meus pais deixaram. Foi a primeira banda que dancei. A partir daí, as portas foram se abrindo. Dancei na Doce Balanço, Banda Veja, Thaisa Marques, entre outras.

 

Monitoria de voleibol, faculdade educação física e banda

No início de 2015, fui monitora de voleibol na Escola Municipal Delza da Paixão e na escola Estadual Alcides Rodrigues, no projeto Mais Educação do governo estadual. Fiquei durante 6 meses, no segundo semestre, entrei na Faculdade de Educação Física.

Conheci o Jhonnys Marks e o Rafa Souza. Então eu e o Jhonnys fomos convidados a fazer a formação do ballet da Banda Nu Comando. Lá foi onde fiquei mais conhecida, rodamos muito o estado. Fique da antiga, a nova formação.

No mesmo ano fiz o curso de Bombeira Civil. Alguns dos meses de curso, trabalhei na AABB de Palmas e no Clube da Caixa Econômica Federal, para pagar o curso. Trabalhei em várias festas, em Porto/Palmas.

 

Estagiária e musa do Interporto

Em 2016 reencontrei ex-professor de Educação Física do ensino fundamental, na época dono da academia universitária. Onde me deu a oportunidade de estagiar. Após alguns meses recebi uma melhor proposta na acdemia Athletica.

Ainda em 2016, Jéssica foi eleita Musa do time de futebol de Porto Nacional, o Interporto, e ganhou destaque na mídia local e estadual. Neste momento o carisma, inteligência e versatilidade da jovem começava a ficar cada vez mais em evidência.

Trabalho na AABB

Comecei a trabalhar na AABB também, e então no meio de semana eu trabalhava na academia, estudava e aos finais de semana e feriados trabalhava como salva vidas. Eu tinha uma patroa excelente!

Na temporada de praia do ano, a banda que eu integrava fechou uma mega agenda, onde iria render bastante pra mim. Conversei com ela, e ela me deixou colocar um colega de trabalho no meu lugar.

O dinheiro que consegui durante essa temporada, tirei a minha carteira de habilitação e paguei 1 mês de faculdade. Foi uma benção, porque estava apertando o meu pai, apesar de eu ajudar com alguns custos.

Em 2018, no início do ano comecei a trabalhar Rone Carvalho personal,o verdadeiro diamante que me ensinou o que é realmente a educação física. O verdadeiro profissional.

 

Rainha do Carnaval e mudança pra Palmas

No ano de 2019, Jéssica Quirino, ganha expressividade ainda mais com a conquista de Rainha do carnaval de Porto Nacional, titulo esse que daria mais na frente novas oportunidades para a jovem ir mais além a se firmar.

Em março, o Jhonnys me mandou mensagem perguntando se eu estava preparada, e do nada ele já tinha arrumado trabalho, para morarmos juntos em Palmas.

Então, conversei com o Rone, com o coração na mão, pois atendíamos muitos alunos (considerava família). Não foi nada fácil! Eu não sabia se estava preparada, mas acreditava que melhores oportunidades me aguardavam. Depois de conversar com ele, fui falar com a minha mãe, foi um susto pra ela, pois nunca imaginávamos que iriamos ficar distantes assim.

Conversei com o meu pai também. Pra falar a verdade não lembro a reação dele, só da minha mãe, que foi o maior chororõ. Lá estudava e trabalhava durante a semana e aos finais de semana eu e o Jhonnys fazíamos shows.

 

Convite: Barões da Pisadinha

Nessa maratona de shows, dentre de um desses finais de semana, tive contato pela primeira vez com a Banda Barões da Pisadinha, fiz show com Forró Maroto, e logo após eles se apresentaram, em Taquaruçu.

Nesse meio termo, em setembro eu e o Jhonnys fomos convidados pela jornalista e radialista Natalia Batista, para fazer um trabalho com a ExpoPalmas. Gravar uma vinheta convidando pessoal para o evento, principalmente para Os Barões da Pisadinha.

No dia do show deles, foi a turma da academia e nos divertimos bastante, apesar de o show ser quase cancelado por falta de compromisso do sindicato com a banda. Enfim. No dia seguinte sexta-feira, estava me arrumando para dar aula (estagiar), era umas 5 e meia da manhã recebo uma ligação com DDD diferente, desligo pensando ser a operadora, outra vez tocou e outra vez, até que atendi, era o Rodrigo Barão me chamando para fazer para fazer 3 shows, o final de semana, em  Minas Gerais.

Para mim foi um susto, foi bastante conversa e negociações. Fui conversar com a minha patroa, com o maior medo, pois ela era rígida, e tive que enfrentar o medo. Falei que estaria de volta para finalizar o projeto com as mulheres, que foi o combinado com eles também. A reação dela foi maravilhosa! Ela deu o maior apoio e me liberou.

As 10 da manhã saímos. Meu primeiro show foi no estado que logo me encantei, não lembro o nome da cidade, perdi muitos arquivos. A partir daí, organizei com a academia, tranquei a minha faculdade e fui trabalhar conhecendo o Brasil. O último show foi aqui em Porto Nacional, foi uma grande maratona de vários na semana de carnaval.

Esse trabalho com Os Barões da Pisadinha, colocou ainda mais em evidência o talento, brilho e profissionalismo da jovem portuense Jéssica Quirino, que rodou o Brasil levando seu talento e representando as suas origens e transmitindo alegria e orgulho de fazer aquilo que ama.

Pandemia e novos projetos

Com a chegada da pandemia, a classe artística não conseguiu manter a rotina de shows e consequentemente o mercado sentiu e muitas pessoas tiveram que se reinventar e iniciar novos projetos porque o novo normal exigia ainda mais de cada pessoa, e assim Jéssica Quirino não parou, seguiu em frente e iniciou com êxito várias trabalhos com divulgações e ampliou seu espaço nas redes sociais e confirmou seu nome como influenciadora digital.

Gravou clipes, propagandas, e se impôs no mercado digital com a mesma força e garra que sempre carregou e que fez ganhar o Brasil, retomou sua faculdade e vem a cada se firmando como uma grande profissional da área digital e se tornando referencia para muitos jovens que se inspiram na sua vida e que agora conhece melhor sua trajetória.

 

Por: Willian da Luz com informações de Jéssica Quirino

Fotos: Arquivo pessoal

 3,172 total views,  550 views today

Continue lendo

Noticias

PM divulga resultado provisório da avaliação psicológica do concurso público da corporação

Published

on

A Polícia Militar, por meio da Comissão do Concurso Público, divulgou quarta-feira, 13, o resultado provisório da avaliação psicológica do concurso público para o ingresso no Curso de Formação (CFP) do Quadro de Praças Policiais Militares (QPPM), do Quadro de Praças de Saúde (QPS) do Quadro de Praças Especialistas (QPE) da Polícia Militar do Estado do Tocantins (PMTO).

A relação provisória dos candidatos considerados aptos na avaliação psicológica, pode ser conferida em edital no site do Cebraspe, em Diário Oficial do Estado ou no arquivo disponibilizado em anexo.

No total foram convocados 1.268 candidatos para a terceira etapa,  sendo que 1.218 mil foram  considerados aptos.

Os candidatos inaptos na avaliação psicológica poderão conhecer as razões da sua inaptidão por meio de link específico, no endereço eletrônico da Cebraspe.

 

O candidato poderá interpor recurso contra o resultado provisório no período das 10 horas do dia 18 de outubro de 2021 às 18 horas do dia 19 de outubro de 2021 (horário oficial de Brasília/DF), no endereço eletrônico disponível na página específica de cada quadro, por meio do Sistema Eletrônico de Interposição de Recurso da Cebraspe. Após esse período, não serão aceitos pedidos de revisão.

 

O concurso público do quadro de praças da PM, que teve, inicialmente, 42.223 candidatos inscritos e aproximadamente 28 mil realizaram a primeira etapa, é composto por cinco etapas: prova objetiva com redação, teste de capacidade física (TAF), avaliação psicológica e por fim, as duas etapas que ainda faltam: avaliação médica e odontológica e investigação social e vida pregressa. Todas de caráter eliminatório.

 

ED_11_2020_PMTO_QPS_RES_PROV_AV_PSIC

ED_13_2020_PMTO_QPE_RES_PROV_AV_PSIC

ED_11_2020_PMTO_QPPM_RES_PROV_AV_PSI

 

Fotos: Adriano Rezende

Fonte: PM-TO

 2,591 total views,  336 views today

Continue lendo

Noticias

PM prende homem por furto e apreende dois adolescentes por ato infracional na região do 2º BPM

Published

on

A Polícia Militar prendeu, na manhã dessa quinta-feira, 14, no Bairro Senador em Araguaína, um homem, 20 anos, por furto e apreendeu na noite do mesmo dia dois adolescentes, 16 e 17 anos, por ato infracional: furto no Setor Charlene em Wanderlândia. Com os suspeitos foram localizados os seguintes objetos: algumas vasilhas, quatro armas brancas tipo faca, três eletrodomésticos e uma motocicleta Honda CG 150 Titan de cor vermelha, além de uma bolsa, um capacete, um tablet e uma televisão.

Após acionada via Sistema Integrado de Operações (SIOP), na noite dessa quinta-feira,14, a guarnição deslocou até o Bairro Senador em Araguaína, onde a vítima: um homem, 35 anos, relatou que ao chegar em casa com sua esposa, depararam-se com o suspeito: um homem, 20 anos, no interior da residência, com três eletrodomésticos, quatro armas brancas e algumas vasilhas, dentro de um cesto. Momento em que as vítimas imobilizaram o suspeito até a chegada dos policiais militares.

Posteriormente, na noite do mesmo dia, após acionada via 190, uma equipe de policiais militares deslocou até o Setor Charlene em Wanderlândia onde a vítima: um homem, 24 anos, relatou que dois indivíduos invadiram sua residência e sob fortes ameaças portando uma arma de fogo subtraíram vários objetos e empreenderam fuga em uma motocicleta Honda CG 150 Titan de cor vermelha que é de propriedade da vítima.

Em seguida de posse das informações, a guarnição realizou patrulhamento nas imediações e localizou os dois adolescentes: 16 e 17 anos, aproximadamente 15 km, na BR-153 sentido Xambioá e juntamente com estes os objetos oriundos do roubo, sendo: uma bolsa, um capacete, um tablet, um televisor e o veículo.

Diante dos fatos, os envolvidos juntamente com os objetos produtos do furto e roubo foram conduzidos à Central de Flagrantes de Araguaína para os procedimentos cabíveis.

 

 2,252 total views,  324 views today

Continue lendo

Publicidade

Desenvolvimento de Sites! +Bônus!

2

Facebook

Advertisement

Categorias

Trending