Connect with us

Brasil

Marcelo Medeiros vence a quarta etapa do Sertões 2019, nos quadriciclos.

Published

on

 Marcelo Medeiros, da Taguatur Racing, provou, nesta quarta-feira, que veio determinado em busca de seu terceiro título no Sertões 2019. O maranhense a bordo de sua Yamaha YFM 700 #102, completou os 275 quilômetros de especiais cronometradas da quarta etapa, entre São Miguel do Araguaia (GO) e Porto Nacional (TO) em 3h19min33seg.

Como foi o melhor quadriciclista do dia, Marcelo voltou a ter a prerrogativa de usar o “colar do líder”, o que deve acontecer a partir do briefing desta noite. “A gratificação é grande e espero manter o colar do líder até Aquiraz”, comemora Marcelo.

O percurso dos competidores dos Sertões, nesta quarta-feira, foi marcado por trechos com trial, passagem por serra, pisos de velocidade alta, além de piçarra e travessias de rio com pedras roliças. Apesar dos vários visuais belíssimos em todo trajeto, a etapa exigiu alto grau técnico dos competidores. “Foi uma especial mais curta que os três primeiros dias com 275 quilômetros, mas bem travado, porém bem prazeroso de andar, com médias um pouco mais baixas que nas etapas anteriores. Hoje cheguei em primeiro, recuperei a liderança. Agora é descansar e revisar o equipamento, pois temos pela frente a maratona que é tão esperada por todos os pilotos.”, revela o líder dos quadriciclos.

Esta quinta-feira marca o início da Maratona dos Sertões 2019, um dos trechos mais difíceis e puxados de toda a história da competição. Nesta etapa, o piloto não poderá contar com a assistência da equipe no caso de manutenção no quadriciclo, e terá de contar com seus próprios conhecimentos técnicos e mecânicos para a resolução de problemas. A primeira parte do desafio de Marcelo Medeiros e sua Yamaha YFM 700 terá um trajeto cronometrado de pouco mais de 330 quilômetros, nos quais está incluído parte da face oeste do Jalapão.

Será um caminho bem típico de off road, com pilotagem estratégica e a navegação será bastante exigida nos trechos de savana, onde a concentração será fundamental. A especial ainda prevê estradas que mesclam altas e baixas velocidades. “O Jalapão é um trecho difícil. Muito quente, muita areia, e lá o quadriciclo não desenvolve uma velocidade tão rápida. Nosso objetivo agora e fazer uma revisão geral no equipamento, me hidratar bastante, consumir carboidrato, para não passar mal no caminho”, explica Medeiros.

O percurso entre Porto Nacional (TO) e São Félix do Tocantins, incluindo deslocamentos, será de 475 quilômetros. E, ao chegar na Vila Sertões, somente o piloto terá acesso ao equipamento, sem nenhuma ajuda externa.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da FC Oliveira, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões e o apoio é da Taguatur Fiat.

Resultado da 4ª etapa – Porto Nacional (TO)

1º) #102 – Marcelo Medeiros, 3h19min33seg

2º) #101 – Wescley Dutra, 3h25min42seg

3º) #107 – Milton Martens, 3h29min07seg

4º) #104 – Hélio Pessoa, 3h54min58seg

Resultado geral após quatro etapas:

1º) #102 – Marcelo Medeiros, Taguatur Racing Team, 20h45min08seg

2º) #101 – Wescley Dutra, Girão Racing, 22h05min44seg

3º) #107 – Milton Martens, Martens Rally Team, 22h18min08seg

4º) #104 – Hélio Pessoa, Dango Racing, 50h33min04seg

Confira o roteiro do Sertões 2019:

No total, serão percorridos 4.887,59 km sendo 2.858,46 km de especiais, percentual de Especiais de 58,4%.

1ª etapa – 25/08 (concluída)

Campo Grande – MS/ Costa Rica – MS

DI – 19,69 km

ESP – 437,19 km

DF – 30,54 km

Total: 487,42 km

2ª etapa – 26/08 (concluída)

Costa Rica – MS/ Barra do Garças – MT

DI – 89,77 km

ESP – 533,08 km

DF – 21,51 km

Total: 644,36 km

3ª etapa – 27/08

Barra do Garças – MT/ São Miguel do Araguaia – GO (concluída)

DI – 111,07 km

ESP – 403,51 km

DF – 250,24 km

Total: 764,82 km

4ª etapa – 28/08

São Miguel do Araguaia – GO/ Porto Nacional – TO (concluido)

DI – 69,11 km

ESP – 275,76 km

DF – 226,98 km

Total: 570,10 km

 5ª etapa – 29/08

Porto Nacional – TO/ São Félix do Tocantins – TO

DI – 141,96 km

ESP – 330,34 km

DF – 2,72 km

Total: 475,02 km

6ª etapa – 30/08

São Félix do Tocantins – TO/ Bom Jesus – PI

DI – 0km

ESP – 535,60 km

DF – 2,25 km

Total: 537,85 km

7ª etapa – 31/08

Bom Jesus – PI/ Crateús – CE

DI – 2,13 km

ESP – 324,98 km

DF – 628,98 km

Total: 955,80 km

8ª etapa – 01/09

Tauá (PI)/ Aquiraz – CE

DI – 428,27 km

ESP – 18 km

DF – 5,95 km

Total: 452,22 km

Legenda:

DI – Deslocamento Inicial da Vila Sertões para início da Especial

ESP – Especial (trecho cronometrado)

DF – Deslocamento final para a próxima cidade Anfitriã

 462 total views,  4 views today

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Mestre Nona e Banda Sol com Nona cantam músicas premiadas em festivais, neste domingo, live do Circuito Cultural de Porto Nacional

Published

on

O Circuito Cultural de Porto Nacional apresenta a live-show: Mestre Nona e Banda Sol com Nona, neste 11 de abril, 8 horas da manhã, pelo canal do Youtube da Prefeitura de Porto Nacional.

Apoio

O evento online é uma iniciativa da Secretaria Municipal da Comunicação, Cultura e Turismo e faz parte das medidas de apoio à classe artística, tão impactada pelos efeitos da pandemia do Covid-19, informa Fábio Barbosa, diretor de Cultura, de Porto Nacional.

O show

Serão 45 minutos de show, apresentando só as canções premiadas nos festivais de música, promovidos no Tocantins, desde os anos 90. “ Nosso repertório está de primeira e tem canções como: Casa Pequena, Para chamar de meu, Cacimba d’água, entre outras” – detalha Mestre Nona.

Banda

Com Mestre Nona no vocal e percussão, a Banda Sol com Nona trás os seguintes músicos: Gonzaga, na sanfona; Bonfinzinho, no triangulo; Antônio Filho, na bateria; Horácio, no contrabaixo; Hugo Magno, no Saxofone; Henrique Romano, na guitarra.

Mestre Nona

Raimundo Nonato Lopes da Silva – MESTRE NONA, cantor, compositor, percursionista, artista que Canta Porto e o Tocantins, tecendo uma poesia ímpar de amor à nossa história. Professor de precursão, tem nas veias, o dom da arte e assim, venceu a maior parte dos festivais de música que disputou.

Ficha Técnica

Live – Show: Mestre Nona e Banda Sol com Nona

11 de abril

8 horas da manhã

Canal do Youtube da Prefeitura de Porto Nacional.

 5,899 total views,  24 views today

Continue lendo

Brasil

Porto Nacional é o primeiro município do Estado a implantar Sala do Empreendedor Virtual

Published

on

A Sala do Empreendedor Virtual já pode ser acessada pelos microempreendedores individuais e donos dos pequenos negócios de Porto Nacional e do distrito de Luzimangues. A plataforma lançada no dia 30/03,  tem o objetivo de dinamizar o atendimento e diminuir a necessidade de locomoção até a Sala do Empreendedor física do município.

Com o acesso aos tutoriais disponíveis no site, o empresário poderá resolver questões relacionadas ao seu negócio como formalização, pagamento do DAS, parcelamento de débitos, emissão de formulários. O portal possibilita também o atendimento virtual, que funciona em horário comercial e pode ser realizado via Chat/Whatsapp.

O superintendente do Sebrae Tocantins, Moisés Gomes, explica que a Sala do Empreendedor Virtual de Porto Nacional serve como modelo para que os outros municípios possam replicar. “Neste momento de isolamento social precisamos investir na transformação digital. Os pequenos negócios precisam do apoio do Sebrae e das prefeituras e, certamente, eles poderão contar com um atendimento simplificado e rápido, por meio da Sala do Empreendedor Virtual”, afirma o superintendente, acrescentando que o Sebrae está à disposição das prefeituras municipais para auxiliá-los na implantação das salas virtuais.

Para o prefeito, Ronivon Maciel, o momento é de criar estratégias de fomento ao comércio para desenvolver a cidade e simplificar a vida do empreendedor. “A parceria com o Sebrae veio em boa hora e para somar. Nossa cidade tem potencial econômico e nossa gestão tem como meta fortalecer os empreendedores de Porto Nacional e de Luzimangues. Neste novo normal precisamos inovar e creio que este passo foi dado no momento em que lançamos a primeira Sala do Empreendedor Virtual do Tocantins”, afirmou o prefeito.

Facilidade e atendimento agilizado

Com a possibilidade do autosserviço, o empreendedor poderá resolver de forma remota, questões como: emissão de certidões negativas federal, estadual e municipal; emissão de nota fiscal; registro, alteração e baixa do MEI; acompanhamento de Alvará; emissão da DASN (Guia de pagamento mensal – MEI), bem como atendimento virtual com o Agente de Desenvolvimento Local. A Sala do Empreendedor Virtual também disponibilizará informações como a divulgação de um mural de oportunidades, onde serão publicados editais de licitações com foco nos pequenos negócios, oportunidades de capacitação, entre outros.

 3,607 total views,  24 views today

Continue lendo

Brasil

Eletrodomésticos que mantêm temperatura mais baixa precisam de mais atenção nos dias de calor

Published

on

O mês de abril marca o fim do período chuvoso no Tocantins e, com isso, a temperatura começa a subir. Para muitos, a solução mais comum para amenizar o calor é buscar conforto no uso de ventilador, climatizador ou ar-condicionado. Outros aparelhos mais acionados nessa época são freezers e geladeiras. Acontece que o uso desses equipamentos em dias quentes exige mais atenção: eles geram maior consumo de energia e, consequentemente, pesa mais no bolso.

Cada vez que a porta da geladeira ou freezer é aberta, por exemplo, o ar quente externo entra, fazendo com que o compressor necessite “trabalhar mais” para garantir que o interior permaneça refrigerado na temperatura ideal. E quanto maior a diferença entre a temperatura ambiente e a que se deseja atingir, maior será o tempo de operação do aparelho.

No caso do ar-condicionado: se a temperatura do ambiente está em 29°C e se deseja ficar em 23°C, o aparelho tem determinado consumo de energia para realizar essa atividade. Mas se a temperatura está em 40°C e desejar reduzir para os mesmos 23°C, o equipamento levará muito mais tempo de operação em sua máxima potência – gastando mais energia – até atingir a temperatura desejada.

Ou seja, mesmo sem perceber ou sem grandes mudanças de hábitos diários, o consumo de energia pode subir nos dias mais secos e quentes. Para evitar o consumo excessivo é importante que os equipamentos e as instalações elétricas estejam devidamente dimensionados para cada local específico, seguidos das melhores recomendações de instalação.

O gerente de Serviços Comerciais da Energisa Tocantins, Mauro Inácio dos Santos, pontua que uma boa opção para entender essa variação é observar o histórico do consumo que está na conta de energia, ou no aplicativo Energisa On. Com essas informações em mãos, é possível observar que o consumo nos meses secos e com o término do período chuvoso, acaba sendo maior. “É importante, no momento de analisar esse histórico, olhar também como foi o consumo no mesmo período do ano anterior, pois as alterações de temperatura fazem a diferença na conta. Temos que usar a energia de forma consciente durante todo o ano, mas nos dias de muito calor, o cuidado precisa ser redobrado”, pondera Mauro.

A Energisa destaca alguns pontos que são fundamentais para ajudar a usar de forma mais racional a energia elétrica. Conheça alguns:

  • Escolha, sempre que possível, equipamentos com selo Procel classe A, pois são energeticamente mais econômicos.

 Ar-condicionado:

  • O aparelho deve ser adquirido de acordo com o tamanho do ambiente em que será utilizado. Quanto maior o lugar, mais potente precisa ser;
  • Se o equipamento for antigo, é importante programar a substituição por um novo, com maior eficiência;
  • Em uso, garanta que as janelas e portas do ambiente estejam sempre fechadas;
  • Use na temperatura entre 23°C e 24°C. Ao ficar muito tempo fora do ambiente, desligue-o;
  • Limpe os filtros a cada quinze dias. E faça uma manutenção completa com profissional especializado entre seis meses e um ano, a depender da intensidade da utilização. A sujeira dificulta a passagem do ar e reduz a eficiência do equipamento.

Geladeira e freezer

  • Instale longe de locais ou equipamentos de aquecimento, como forno elétrico, fogão, churrasqueira e micro-ondas, e preferencialmente em um lugar que não pegue sol;
  • Procure reduzir as vezes em que são abertos, assim a conservação da temperatura interna será mantida com menor uso do compressor;
  • Evite guardar alimentos quentes;
  • Não use a parte de trás para secar roupas ou sapatos. Isso reduz a eficiência do equipamento;
  • Não desligue o equipamento à noite para ligá-lo na manhã seguinte;
  • Verifique constantemente se as borrachas de vedação do equipamento estão em boas condições. Para fazer isso, basta pegar uma folha de papel e prender na porta, onde pega a borracha. Em seguida, feche a porta. Se o papel não ficar preso, é sinal de que a borracha não está vedando corretamente.

O Descomplicador

Para entender melhor como o clima influencia na conta de luz, a Energisa conta com o apoio do ‘Descomplicador’, interpretado pelo ator tocantinense Paulo Vieira. Com uma linguagem leve e divertida, o humorista explica conceitos e informações sobre a conta de energia. A websérie pode ser acessada em www.descomplicador.com.br.

Canais de atendimento

  • Aplicativo Energisa On (disponível para iOS e Android)
  • Assistente virtual Gisa (WhatsApp) – 63 9222-6664
  • www.energisa.com.br
  • Facebook.com/energisa
  • Twitter.com/energisa
  • Agências de atendimento presencial
  • Call center – 0800 721 3330

 2,557 total views,  24 views today

Continue lendo

Publicidade

Desenvolvimento de Sites! +Bônus!

2

Facebook

Advertisement

Categorias

Trending