Mulher conhecida como ‘Tia’ é presa suspeita de aliciar menores para tráfico, roubo e até um assassinato - Jornal Porto Midia

A Polícia Civil está investigando uma mulher de 44 anos conhecida como ‘Tia’ suspeita de aliciar crianças e adolescentes para cometer crimes em Taquatinga, no sudeste do Tocantins. O nome verdadeiro da suspeita não foi divulgado pela polícia. Ela seria uma espécie de chefe da quadrilha, que seria responsável por crimes como tráfico de drogas, roubos e até assassinatos.

O caso está com a 103ª Delegacia de Polícia Civil de Taguatinga. Na última quinta-feira (13) foi realizada uma operação contra o grupo, chamada de ‘Resgate’. O objetivo era cumprir mandado de busca e apreensão na casa de onde ‘Tia’ estaria comandando o tráfico.

A apuração começou depois que familiares de alguns adolescentes procuraram a delegacia dizendo que menores estarem sendo atraídos para a casa, onde eram estimulados ao uso e venda de drogas.

O homicídio que teria a participação dos adolescentes foi registrado em dezembro de 2021. Foi constatado que alguns deles estavam deixando a residência dos pais para morar com suspeita.

Durante o cumprimento do mandado, foram apreendidas mais de 90 pedras de crack; aproximadamente 40 porções de maconha, grande quantidade de maconha prensada que era mantida enterrada nos fundos da residência, um revólver calibre 32, munições de calibres diversos e outros objetos.

Três pessoas acabaram presas na operação — Foto: Divulgação/Polícia Civil

                           Três pessoas acabaram presas na operação — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Além de ‘Tia’, uma outra mulher de 20 anos e um homem com a mesma idade foram presos em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo e corrupção de menores, e ainda estão sendo investigados pela possível participação nos crimes de roubo e homicídio qualificado

Um adolescente, de 14 anos que estava no local no momento da operação foi entregue aos seus responsáveis e terá sua participação nos crimes investigada em procedimento próprio.

Durante o cumprimento da medida judicial, os policiais civis também encontraram na residência uma criança de aproximadamente dois anos desacompanhada dos pais ou qualquer outro familiar. A criança foi encaminhada ao Conselho Tutelar da cidade e sua situação também é alvo de investigação por parte da Polícia Civil.

Em razão da gravidade dos fatos ocorridos, o Poder Judiciário acolheu representação formulada pela Polícia Civil e converteu as prisões em flagrante dos envolvidos em prisões preventivas. Os envolvidos permanecem à disposição da Justiça e as investigações continuam.

Com informações / G1 Tocantins

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

300x250
Paulista
277158474_1419113205204878_6132805285539760849_n
WhatsApp Image 2022-02-24 at 15.13.31
WhatsApp Image 2021-11-19 at 12.16.21

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?