Connect with us

Porto Nacional

‘Não pude dar um abraço’, diz filho de caminhoneiro que morreu com suspeita de coronavírus; Corpo deve ser cremado

Published

on

“Não teve como me despedir, não pude dar um abraço”. As palavras são do engenheiro agrônomo Derli Müller, de 29 anos, filho do caminhoneiro Ancelmo Müller, de 55, que morreu com suspeita de coronavírus, no Hospital Regional de Porto Nacional, na noite deste sábado (21). Por causa da pandemia que se espalhou pelo pais, o velório não será realizado em Jacutinga, no Rio Grande do Sul, onde a família mora. O corpo deve ser cremado no Tocantins, segundo a família.

Até a manhã deste domingo (22), o governo confirmou dois casos. Outros 79 casos suspeitos eram acompanhados e 17 foram descartados. A morte do caminhoneiro ainda está sendo investigada pela Secretaria Estadual da Saúde. O resultado do exame ainda não foi divulgado.

No dia 12 de fevereiro, Ancelmo pegou o caminhão e saiu de Jacutinga em direção ao Tocantins. O filho lembra que há 10 anos, o pai fazia o mesmo trajeto. Ele tinha amigos em Silvanópolis, no interior do estado, e ia até a região para transportar até os silos a soja colhida nas fazendas.

“Quando eu liguei na quinta-feira [dia 18 de março], ele me falou que estava com febre. Um bichinho tinha mordido ele, pensamos que até era um escorpião e achamos que a febre poderia ter sido por isso. Lá na fazenda onde ele estava, ele tinha pouco acesso à informação, lá quase não pega sinal de telefone. Meu pai não sabia direito o que estava acontecendo, a proporção que a doença tinha tomado. Eu até expliquei para ele”, comenta o filho.

Derli disse que falou para o pai ir até uma farmácia comprar remédios para controlar a febre. Ancelmo também tinha diabete e os remédios que ele tomava havia acabado. “Eu conversei com ele na sexta-feira, no momento ele estava comprando remédio, depois não conseguimos mais contato”, contou.

Depois disso, Derli recebeu telefonema da unidade de saúde de Silvanópolis, onde o caminhoneiro foi internado. Por causa dos sintomas de febre, tosse e desconforto respiratório, ele foi encaminhado para o Hospital Regional de Porto Nacional. “O isolamento foi muito rápido, a gente não conseguiu se comunicar com ele porque o celular dele tinha acabado a bateria. Ficamos angustiados, sem saber muitas notícias”.

A notícia da morte foi dada na madrugada deste domingo (22). Derli disse que a família tem esperanças de que não seja coronavírus. “Estamos torcendo para que não seja, justamente porque ele teve contato com muitas pessoas, nos preocupamos com isso”.

O engenheiro informou também que um amigo do pai está providenciando os documentos para que o corpo seja cremado no Tocantins, até porque velórios estão proibidos na cidade do Rio Grande do Sul, onde a família vive.

“A gente espera que quando a situação seja normalizada, conseguimos buscar a urna com as cinzas para velar na nossa cidade. Foi uma fatalidade, meu pai não vai voltar, mas podemos contribuir para que a doença não se alastre mais”, disse.

Derli era muito apegado ao pai. Lembrou que sempre gostava de viajar com Ancelmo no caminhão. “Meu pai viajou no dia 12 de fevereiro. Por causa disso, ele não participou do dia de campo, que é realizado pela empresa na qual trabalho, no dia 13. Eu não pude me despedir dele, não pude dar um abraço”, finalizou.

Secretaria Estadual da Saúde

A Secretaria Estadual de Saúde disse que as amostras do paciente tinham sido colhidas pelo município de Silvanópolis, já que o quadro estava dentro dos critérios para casos suspeitos do novo coronavírus. Além disso, ele já estava dentro da lista do último boletim de acompanhamento divulgado pelo governo.

O município de Silvanópolis fará monitoramento das pessoas que estiveram em contato com o paciente antes da internação e repassará as informações ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde, segundo informou a secretaria.

Com informações do G1 Tocantins

 12,999 total views,  16 views today

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Noticias

Mais de 68% dos MEIs do Tocantins ainda não enviaram Declaração Anual do Simples Nacional

Published

on

A maioria dos Microempreendedores Individuais (MEI) do Tocantins ainda não entregou a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI). Até agora, a Receita Federal só recebeu 23,6 mil declarações referentes aos negócios formalizados nessa categoria jurídica no Estado.

Essa quantidade representa apenas 31,5% do número de MEIs aptos a prestar contas do faturamento bruto no ano passado com o fisco federal. Do total de registros do MEI no Estado, mais de 51 mil precisam enviar o documento até o último dia útil de maio (31), sob o risco de receber multas e até perder benefícios que o programa assegura.

De acordo com o superintendente do Sebrae Tocantins, Moisés Gomes, o Sebrae está de portas abertas para auxiliar e orientar quem ainda não enviou o documento. “Precisamos que o empresário cumpra suas obrigações tributárias para manter a regularidade e não perder seus benefícios”, pontuou.

Quem tiver dificuldade para envio da declaração pode buscar orientação junto ao Sebrae Tocantins por meios dos serviços de atendimento on-line ou agendar um atendimento presencial através do WhatsApp (63) 9-9971-2198.

A DASN-SIMEI

 

A DASN-SIMEI é a prestação de contas anual do faturamento do negócio. Nesse documento, o MEI deve informar o valor total das vendas de produtos e da prestação de serviço no ano anterior, e se teve empregado no período. Todo o procedimento é feito no Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br). Para preencher a declaração, o microempreendedor deve selecionar a opção ‘Já Sou MEI’ e clicar na opção ‘Faça sua Declaração Anual de Faturamento’.

Os empreendedores que faturam até R$81.000,00 anualmente e estão registrados no regime MEI devem entregar a Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional (DASN – SIMEI) e inserir todas as informações sobre o faturamento conquistado no ano de 2020. Vale ressaltar que todo MEI deve enviar a declaração, mesmo quem deu baixa no registro ou não teve faturamento em 2020.

Quem não entregar a declaração anual dentro do prazo estará sujeito à multa de R$50,00 e juros pelo atraso no pagamento dos tributos. Além disso, não conseguirá emitir o Documento de Arrecadação Simplificada (DAS), boleto mensal de contribuição no valor de 5% do salário mínimo, que garante a quem é MEI os direitos previdenciários.

Quem ficar inadimplente com o DAS poderá ainda perder os benefícios adquiridos com a formalização como, por exemplo, o direito à aposentadoria ou ao auxílio-doença. Também ficará impedido de tirar certidões negativas de débito junto à Receita Federal enquanto não quitar todos os boletos, ou pelo menos, solicitar e ficar em dia com o parcelamento desses valores. O não envio da DASN por dois anos consecutivos pode acarretar, inclusive, no cancelamento do CNPJ com MEI.

 387 total views,  11 views today

Continue lendo

Noticias

Cineasta de Porto Nacional é selecionada para o Núcleo Criativo Tocantins Filmes

Published

on

A roteirista Claudia Roberta mudou-se com a família para Porto Nacional no último ano e desde então tem se aproximado mais da cena cultural tocantinense.

A roteirista tem em seu currículo dois curtas metragens produzidos “A Fórmula” gravado em Mato Grosso do Sul e o Curta Metragem “ De Geração em Geração” que foi o roteiro vencedor pela região Centro Oeste do concurso de Cinema Feminino da Arezzo e Instituto Dona de si em 2019, filmado no Rio de Janeiro contou com a direção da atriz e diretora Suzana Pires e foi estrelado pela renomada atriz Dona Léa Garcia.

Em Porto Nacional, Claudia participa do curso de Elaboração de Projetos Culturais com o artista Everton dos Andes, promovido pela Prefeitura Municipal de Porto Nacional. E agora teve seu projeto de longa metragem “ Meu pequi e um Milhão” selecionado entre outros 170 projetos para ser desenvolvido com  o Núcleo Criativo Tocantins Filmes.

“Meu Pequi e um Milhão” conta a trajetória de dois jovens que se apaixonam enquanto saem em um viagem cheia de imprevistos do Jalapão a Palmas para encontrar uma carteira perdida com um bilhete premiado da loteria”. A história trará o bom humor tocantinense, ressaltando a cultura regional e as belas paisagens do nosso estado.

O Núcleo Criativo Tocantins Filmes foi criado pela produtora Kécia Ferreira  com intuito de potencializar narrativas e talentos para o mercado audiovisual, o projeto foi comtemplado pelo Prêmio  Aldir Blanc Tocantins do Governo do Estado de Tocantins  com o apoio do Governo Federal por meio do Ministério  do Turismo, da Secretaria Especial da Cultura  e do Fundo Nacional  de Cultura.

 1,731 total views,  5 views today

Continue lendo

Noticias

Energisa Tocantins oferece oportunidades para jovens aprendizes em 14 cidades

Published

on

A Energisa Tocantins está com vagas abertas para o seu programa de Jovem Aprendiz. As oportunidades são para 14 municípios do estado. O programa terá duração de 24 meses e o início está previsto para junho. Os selecionados receberão uma bolsa com o valor definido pela lei do programa, além de vale-transporte.

Quem pode participar?

Jovens entre 14 e 24 anos que possuem ensino médio completo ou incompleto e tenham disponibilidade, em horário comercial, de segunda a sexta-feira, para trabalhar na Energisa e realizar o curso de aprendizagem no Senai.

Como se inscrever?

Os interessados têm até este domingo (02/05) para efetuarem a inscrição. Clique aqui para acessar o portal de carreira do Grupo Energisa e se candidatar.

As oportunidades são para: Alvorada, Augustinópolis, Araguaína, Colinas, Dianópolis, Divinópolis, Guaraí, Gurupi, Paraíso, Palmas, Peixe, Ponte Alta, Porto Nacional e Tocantinópolis.

Por que participar?

“Essa é uma oportunidade incrível para os jovens tocantinenses que querem uma oportunidade para entrar no mercado de trabalho. A Energisa sabe o quanto é importante essa primeira experiência e como isso ajuda no desenvolvimento profissional”, explica a analista de Recursos Humanos da Energisa Tocantins, Gabrielle Zanini.

A Energisa Tocantins está entre as melhores empresas para se trabalhar no Brasil, de acordo com o ranking do instituto Great Place To Work. O reconhecimento é um dos mais importantes reconhecimentos do mundo empresarial. Atualmente a empresa está no 52º lugar entre as grandes empresas – com mais de mil colaboradores do país, além de ser a 3ª melhor do Norte do Brasil.

Vagas de emprego

A Energisa também está com vagas de emprego abertas. São oportunidades para a área de Construção e Manutenção (Porto Nacional), Operações (Jaú do Tocantins, Dianópolis e Palmas) e Serviços Comerciais (Araguaína). Acesse o Portal de Carreira da Energisa e confira: https://jobs.kenoby.com/grupoenergisa

 5,272 total views,  8 views today

Continue lendo

Publicidade

Desenvolvimento de Sites! +Bônus!

2

Facebook

Advertisement

Categorias

Trending