Reeducandas da Unidade Prisional de Palmas participarão de projeto de canto

Reeducandas da Unidade Prisional Feminina de Palmas (UPF Palmas) participarão do Projeto Canto Coral que tem o objetivo de estimular o contato com a arte musical como atividade terapêutica por meio de músicas e letras cantadas. O projeto tem o intuito de proporcionar harmonia e tranquilidade no ambiente do cárcere e será desenvolvido pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) com o apoio da Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça (Seciju).

O projeto será realizado com 17 reeducandas duas vezes por semana e terá duração de seis meses. O diretor de Políticas para o Sistema Prisional da Seciju, Oséias Costa Rego, em sua fala destacou que “a música traz alegria e conforta a alma” e irá ajudar as mulheres a superar a situação do cárcere. O diretor ainda homenageou as mulheres cantando uma canção e finalizou afirmando: “todos nós acreditamos que chegará um tempo em que vocês irão vencer e receberão a liberdade da justiça e de Deus”, enfatizou.

A reeducanda Creuza Lopes, emocionada com a música cantada pelo diretor da Seciju Oseias, agradeceu a presença de todos e destacou: “estamos muito felizes pela oportunidade de participar desse projeto de canto. Acreditamos que podemos mudar e viver uma vida diferente e esse projeto será muito importante para nós. Aqui nem tudo é ruim, aprendemos a nos relacionar e conviver, além de termos acesso a esse tipo de atividade”, comemorou.

O defensor público geral da DPE-TO, dr. Murilo Machado, ressaltou a felicidade de participar de um momento tão especial para as mulheres que estão em situação de cárcere. “Nossa missão enquanto defensores públicos é assegurar o acesso à justiça, com atendimento humanizado e de qualidade, garantindo direitos, e também acreditamos e trabalhamos para oferecer condições para o processo de ressocialização da população carcerária. Esse projeto promoverá integração, alegria, além de desenvolver potenciais de forma lúdica”, ressaltou.Participaram do evento a diretora da UPF Palmas, Cátia Machado Carneiro; a analista pedagoga da Seciju, Maristela Miranda Soares Melo; a diretora da Escola Superior da DPE-TO, drª Maria do Carmo Cota; o defensor público dr. Fabricio Brito do Núcleo Especializado de Assistência e Defesa ao Preso (Nadep) da DPE-TO; a defensora pública drª Fabiana Azera do Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem) da DPE-TO; e membros do Coral Canto Nobre da DPE-TO.

Fonte: Shara Rezende – Governo do Tocantins

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

WhatsApp Image 2021-12-06 at 18.51.44
WhatsApp Image 2021-11-20 at 07.01.56
WhatsApp Image 2021-11-19 at 12.16.21
271167716_1371306459985553_2769517668468713410_n
WhatsApp Image 2021-08-06 at 08.36.06
WhatsApp Image 2021-10-29 at 09.23.51

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?