Reeducandos da Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional concluem curso de qualificação do Pronatec

Mais pessoas privadas de liberdade ampliaram as possibilidades de inserção no mercado de trabalho após o cumprimento da pena com a finalização do Curso de Assistente de Planejamento, Programação e Controle de Produção, ofertado pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) voltado ao público prisional. Foram 11 reeducandos da Casa de Prisão Provisória de Prisão (CPP) de Porto Nacional formandos na manhã desta sexta-feira, 19.

O curso é viabilizado por meio de parceria entre a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) ea Secretaria da Educação, Juventude e Esporte (Seduc). Por meio da Gerência de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso e Egresso, ligada à Seciju, as unidades prisionais fazem a adesão e gestão do programa. Já a Seduc é responsável pela oferta das aulas. OPronatec Prisional é fruto de uma parceria federal entre o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e o Ministério da Educação (MEC).

De acordo com o gerente de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso e Egresso, Leandro Bezerra de Sousa, a gestão esteve muito empenhada em viabilizar a execução dos cursos do Pronatec e proporcionar mais oportunidades aos apenados. “Hoje é possível vivenciar os resultados alcançados durante a apresentação dos projetos realizados pelos participantes do curso, vemos o quanto eles aprenderam, e o quando o curso pôde contribuir com cada individualidade, e assim com a remição e com o processo de reintegração social deles”, garantiu.

O Curso

O Curso de Assistente de Planejamento, Programação e Controle de Produção tem certificação com carga horária de 160h/aula e o objetivo de preparar profissionais para auxiliar no planejamento e controle da produção dos processos industriais, de acordo com normas e procedimentos técnicos de qualidade, segurança, higiene e saúde. A aula final do curso contou com a presença de familiares dos reeducandos.

Para o reeducando, O.S.N., 50 anos, o curso ajudou a enxergar novos caminhos. “Agradeço os órgãos responsáveis pela promoção do curso, pois estando preso há exatos três anos, o curso me mostrou o quanto preciso de informação para a vida. Ele me deu base para voltar a sonhar em empreender. Mesmo estando preso, reconheço que tenho um valor!”, disse.

O professor do Pronatec, Joran Junior, responsável pelas aulas do curso acredita que a formação proporcionou novas perspectivas aos apenados, tanto na área profissional quanto a pessoal e social. “Eles puderam fazer um planejamento de um empreendimento para realizar em sua saída do sistema. Ver a esperança de uma nova vida, nos olhos de uma pessoa que está detida, não tem preço”, afirmou.

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

WhatsApp Image 2021-12-06 at 18.51.44
WhatsApp Image 2021-11-20 at 07.01.56
WhatsApp Image 2021-11-19 at 12.16.21
271167716_1371306459985553_2769517668468713410_n
WhatsApp Image 2021-08-06 at 08.36.06
WhatsApp Image 2021-10-29 at 09.23.51

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?