Connect with us

Noticias

Relator do processo contra chapa de Carlesse no TSE quer multar governador e vice em R$ 162 mil por irregularidades na Eleição Suplementar

Published

on

O ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, do Tribunal Superior Eleitoral, votou por condenar parcialmente o governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL) e o vice-governador, Wanderlei Barbosa (Sem partido) por supostas irregularidades na Eleição Suplementar de 2018. Carvalho Neto é o relator de dois processos contra a chapa formada por Carlesse e Wanderlei para aquela eleição, na época ambos eram do PHS.

Nos dois casos, o ministro entendeu que o governador e o vice se beneficiaram de condutas vedadas durante o período eleitoral e que por isso deveriam pagar multas relativas aos dois processos que, somadas, chegam a cerca de R$ 162 mil. Apesar disso, ele entendeu que as condutas não foram graves o suficiente para justificar tornar os dois inelegíveis. Por isso, o ministro não atendeu o pedido do Ministério Público Eleitoral para que eles perdessem os direitos políticos.

G1 procurou o Palácio Araguaia que informou que “só irá se pronunciar após o fim do julgamento”, declarou. Na época em que o MP Eleitoral entrou com o processo, o Governador disse que todas as ações da campanha foram pautadas na legalidade e que tinha certeza que o desfecho do processo seria positivo.

Em uma das ações, a acusação era de que eles tinham exonerado cerca de dois mil funcionários públicos temporários, sem justa causa, no período em que a legislação não permite. Na outra, a questão era a publicação de um vídeo com a então presidente da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), Roberta Castro, nas páginas oficiais do governo. Na filmagem, eram apresentadas obras de perfuração de poços artesianos no interior do Tocantins.

O voto do relator agora será submetido aos outros seis ministros do TSE que têm até o próximo dia 6 de maio para se manifestar contra ou a favor do entendimento de Tarcísio Vieira de Carvalho Neto. A votação é em plenário virtual, sem discussões por videoconferência ou presenciais.

Os processos foram movidos pelo MP eleitoral ainda em 2018. Na época o pedido era para que o governador e o vice perdessem os cargos, mas como o mandato terminou antes da questão ser decidida, o pedido passou a ser pela inelegibilidade.

A Eleição Suplementar daquele ano foi convocada por causa da cassação do então governador Marcelo Miranda (MDB), também por irregularidades durante campanhas eleitorais e também por decisão do TSE. Carlesse e Wanderlei acabaram vencendo três ciclos eleitorais no mesmo ano, já que levaram a maioria dos votos no primeiro e no segundo turno da Eleição Suplementar e foram reeleitos em primeiro turno nas Eleições Gerais daquele ano.

Com informações do G1 Tocantins

 8,119 total views,  11 views today

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Noticias

Trio é preso pela Polícia Militar com dinheiro falsificado e drogas em Porto Nacional

Published

on

Na tarde de sexta-feira, 28, por volta das 17h25, a Polícia Militar prendeu no centro da cidade de Porto Nacional, um homem de 34 anos, pelo crime de moeda falsa. Após a prisão do suspeito, mais dois indivíduos, 18 e 26 anos, foram detidos em flagrante pelo mesmo crime. Durante a ação além das moedas falsas, a PM também localizou com o trio, drogas e documentos falsificados.

Policiais Militares do 5º Batalhão de Polícia Militar realizavam patrulhamento no centro da cidade, quando foram abordados pela testemunha. Ela relatou aos policiais que um amigo mototaxista, havia recebido uma nota de R$100,00 falsificada, após realizar uma corrida a um cliente. Repassadas as características do suspeito, a PM iniciou patrulhamento na área comercial, e localizou o suspeito em um estabelecimento comercial.

Durante abordagem, a equipe policial localizou com o autor mais dez notas de R$ 100,00 falsificadas e a quantia de R$ 335,00 em moedas diversas, sem aparente falsificação. O indivíduo informou para a PM o local onde teria adquirido as notas falsas. Os policiais deslocaram ao Setor Jardim Querido, onde encontraram os outros dois envolvidos, e localizaram 20 notas falsificadas de R$ 100,00, cada um com 10 notas no bolso.

Na residência dos envolvidos a PM localizou 30 pacotes de substâncias semelhantes ao crack, uma trouxinha de substância semelhante à cocaína, uma nota de R$ 100,00 falsa e R$ 23,00 de moedas diversas sem aparente adulteração. Um dos envolvidos informou a PM que havia comprado pela internet o equivalente a R$ 4.000,00 em notas falsas de R$ 100,00 e que sua identidade também era falsa.

O trio foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil, onde uma vítima já se encontrava e identificou um dos envolvidos como autor. Os envolvidos foram posteriormente encaminhados à Polícia Federal em Palmas, onde foram autuados e presos em flagrante pelo crime.

 7,266 total views,  697 views today

Continue lendo

Noticias

Segundo lote relativo ao ressarcimento do Concurso da PM de 2018 é efetivado

Published

on

Em cumprimento à atribuição de prosseguir com os trabalhos de devolução das taxas de inscrição do concurso público – CFO e CFSD/2018, que foi cancelado, a Polícia Militar do Tocantins informa que o segundo lote de informações dos candidatos que solicitaram o ressarcimento, já foi efetivado pela instituição financeira. Esses candidatos podem consultar nas contas bancárias o valor recebido. A lista com o nome dos dois mil candidatos ressarcidos está disponível no link Relação dos candidatos contemplados neste lote.

A PM esclarece também que em virtude de inconsistência no sistema, o primeiro lote de informações dos candidatos que solicitaram o ressarcimento não foi efetivado. O problema já está sendo resolvido, e assim que as dificuldades forem sanadas ocorrerá a devolução, sendo divulgado, e a lista com os nomes disponibilizada no site oficial da PM.

A instituição informa ainda que o terceiro lote do ressarcimento do concurso público – CFO e CFSD/2018 estará disponível para pagamento nesta semana, sendo também divulgada a lista com o nome dos candidatos beneficiados. A PM explica que durante o processo poderá haver inconsistências de dados lançados pelos próprios candidatos no sistema, o que acarretará na não efetivação da devolução dos valores, do que serão informados.

Todo o processo de restituição dos valores pagos pelos candidatos foi devidamente regulado através do Edital de Devolução de Taxa de Inscrição em Concurso Público Nº 001/2020 devidamente publicado e disponibilizado no site oficial da PMTO, onde inicialmente constava a data de 18/01/2021 ao dia 03/03/2021 para que os interessados pudessem efetivar o cadastro dos dados pessoais e bancários na plataforma disponibilizada na página.

 5,391 total views,  503 views today

Continue lendo

Noticias

Hospital de Amor do Tocantins recebe 100 mil de emenda parlamentar do deputado Professor Júnior Geo

Published

on

Por Isadora Fontes

O deputado estadual Professor Júnior Geo (PROS) esteve nesta segunda-feira, 31, visitando o Hospital de Amor, localizado na quadra 1101 Sul. Na oportunidade, o parlamentar conferiu de perto a concretização das obras e toda a estrutura que, em breve, estará disponível para atender os tocantinenses no tratamento contra o câncer.

Contribuição

Júnior Geo, desde o início de sua atuação política, destinou emendas parlamentares para auxiliar nas obras do Hospital de Amor. Como vereador, Geo empenhou R$ 100 mil. Como deputado estadual, o parlamentar destinou ao todo, R$ 300 mil. Deste recurso, R$ 100 mil foram pagos e aplicados na construção do hospital. Os demais valores aguardam a liberação do Governo do Estado.

Visita

Na visita, o deputado foi recebido pela arquiteta e idealizadora do hospital, Mônica Avelino Arrais e pelo diretor geral, Gustavo Ruza. O deputado conheceu as instalações e entendeu sobre como será o funcionamento do local. Segundo Mônica Avelino, com a concretização do hospital será possível fornecer a população tocantinense um maior cuidado, com tratamento humanizado. “Para nós, é muito importante a participação do deputado com a destinação de recursos. O valor foi muito bem aplicado e contribuiu muito com as obras”, disse.

“O nosso compromisso com a saúde é cada vez maior, por isso destinamos essas emendas parlamentares, que é um direito nosso. Com certeza o hospital será um benefício incalculável para o Estado como referência de saúde e suporte para os tocantinenses”, pontuou Geo.

Obra

A obra teve início em 2017 e segue os mesmos padrões de excelência da sede, em Barretos-SP. Serão 40 mil metros de área construída. Já foram construídos 8 mil m², com investimento financeiro de R$30 milhões, adquiridos por meio de doações e emendas parlamentares. Para a conclusão do projeto final, o investimento deve ser de R $200 milhões.

 5,186 total views,  474 views today

Continue lendo

Publicidade

Desenvolvimento de Sites! +Bônus!

2

Facebook

Advertisement

Categorias

Trending