Seciju institui programa para acompanhar adolescentes egressos do Sistema Socioeducativo

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Portaria Seciju/TO nº 168/2019, instituiu o Programa de Atendimento aos Adolescentes Egressos e Famílias. O Programa será desenvolvido pela Superintendência de Administração do Sistema de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente visando garantir que os adolescentes que já cumpriram a medida socioeducativa deem continuidade aos projetos, auxiliando na construção de novas oportunidades para os jovens.

O Programa vai contribuir no fortalecimento de vínculos comunitários, familiares e sociais, utilizando os recursos disponíveis pela rede de atendimento, conforme estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), para efetivar a política de atendimento ao socioeducando. “Com a instituição do Programa para o Egresso, nossos ex-internos terão um melhor acompanhamento após deixar a medida de internação”, explica Gilberto Costa, superintendente do Sistema de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Gilberto Costa.

A primeira etapa do programa busca fortalecer o sistema de garantias dos direitos da criança e do adolescente. Para isso, os servidores responsáveis pelo desenvolvimento do programa estarão reunidos, dia 14 de maio, com membros e servidores ligados à Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social para tratar da temática. “O intuito da reunião é criar um sistema de dados que auxilie a gestão da política de atendimento ao adolescente em cumprimento de medida socioeducativa. Para dar subsídio à execução dos programas assistenciais vamos tabular os dados de jovens que cumpriram a internação em meio aberto ou fechado e também de sua família”, conta o superintendente.

O Programa

O Programa é de livre adesão, cabendo ao adolescente decidir sua participação, considerando o Plano Individual de Atendimento (PIA), instrumental utilizado pela equipe pedagógica no acompanhamento individualizado do atendimento ao adolescente. As atividades e trabalhos propostos pelo programa serão compartilhadas com a família, a sociedade e os demais órgãos de atendimento, no intuito de garantir a promoção social.

“Conforme apregoa o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), as ações socioeducativas devem exercer influência sobre a vida do adolescente, promovendo meios para a construção de sua autonomia e favorecendo a elaboração de um projeto de vida que os deixem fora da criminalidade”, explica Flávia Martins, responsável técnica pela execução do Programa de Atendimento aos Adolescentes Egressos e Famílias.

Fonte/ Seciju

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

WhatsApp Image 2021-12-06 at 18.51.44
WhatsApp Image 2021-11-20 at 07.01.56
WhatsApp Image 2021-11-19 at 12.16.21
271167716_1371306459985553_2769517668468713410_n
WhatsApp Image 2021-08-06 at 08.36.06
WhatsApp Image 2021-10-29 at 09.23.51

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?