Seis unidades prisionais do Tocantins desenvolvem projeto de combate ao fumo

Com trabalho de conscientização e acompanhamento médico, a administração da Cadeia Pública de Natividade, sudeste do estado, conseguiu que os reeducandos se livrassem do tabagismo. Para atingir esse resultado, os servidores trabalharam de forma educacional com os reeducandos e com seus familiares durante três meses. Após a desintoxicação dos reclusos, o diretor editou a portaria interna nº 001/2019, que proíbe a entrada e utilização de tabaco nas dependências da carceragem, para prevenir recaídas.

Segundo Paulo Jean Silveira, diretor da Cadeia, esse trabalho veio para adequar o estabelecimento prisional na Lei Federal 12.546/2011 que proíbe fumo em local fechado, seja privado ou público, e também por questões de saúde. “A população carcerária estava apresentando casos de doenças respiratórias, então conversamos com os profissionais de saúde e como existe a lei que proíbe o tabagismo em locais com as características de nossa unidade prisional, resolvemos adotar essa medida que necessitou de empenho especial de toda a nossa equipe e de colaboração por parte dos reeducandos”, narrou o diretor.

Durante período que antecedeu a proibição, com o trabalho de conscientização, os reeducandos diminuíram o consumo do tabaco até o ponto que deixaram o vício, como foi o caso do reeducando P. A. R. M. “Quando entrei aqui, eu fumava um cigarro aqui, outro acolá. Depois passei a fumar vários cigarros por dia, mas com essa nova política da Cadeia, deixei de fumar em dezembro”, disse.

Com a retirada do fumo, o ambiente ficou mais saudável para a população carcerária e para os servidores da unidade. É o que diz o reeducando não fumante C. C. E. “Não sou fumante, mas para manter a convivência dentro da cela, não reclamava de quem fumava por vontade e acabava sendo um fumante passivo. Agora o clima é outro, o ambiente é bem melhor”, comemorou.

Detentos fumantes relatam que foi necessário muita força de vontade para conseguir largar o vício, mas que os resultados foram animadores, como é o caso de J. P.. “Meus pais fumavam, eu aprendi a fumar quando comecei a trabalhar no garimpo, ainda muito jovem. Tenho 43 anos de idade, fumante há mais de 30. Foi muito difícil no começo, mas hoje já acostumei com a ideia, sinto minha respiração bem melhor, sinto que estou com mais saúde. A vida ficou melhor sem fumo” disse.

Outras unidades

A Cadeia Pública de Natividade é a primeira unidade prisional masculina a desenvolver o projeto, mas cinco unidades femininas já adotam essa prática com sucesso. É o caso da Unidade Prisional Feminina de Talismã que desde sua inauguração nunca permitiu a entrada de tabaco; da Cadeia Feminina de Babaçulândia que não permite a entrada de fumo há cinco anos e da Unidade Prisional Feminina de Palmas que adotou a medida há três anos.

Por último, a Unidade de Regime Semiaberto Feminina de Palmas e a Unidade Prisional Feminina de Lajeado, coibiram a entrada de fumo há quatro meses. “Quando chega uma apenada que se identifica como fumante, solicitamos ajuda psicológica e a encaminhamos para um médico para que ele a oriente e a acompanhe durante o processo de desintoxicação. Caso a reeducanda queira, pode fazer uso de adesivo de nicotina durante o tratamento”, explicou a diretora da Unidade Feminina de Palmas, Cátia Machado.

Política Antifumo

Em todos os locais que adotaram a política antifumo, há relatos de considerável melhora na saúde dos apenados e também dos servidores que trabalham nas casas penais, melhorando o ambiente das celas, tornando-as mais salubres e melhorando o convívio com não fumantes. O superintendente do Sistema Penitenciário Prisional do Tocantins (Sispen), Orleanes de Sousa Alves, aposta na extensão do projeto para outras unidades prisionais. “Recebemos o sucesso desse trabalho nessas unidades e vamos buscar estratégias para alcançar bons resultados e adotar medidas semelhantes nas demais casas penais”, disse.

Fonte /  Seciju

Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Anuncie aqui, clique aqui para entrar em contato.

Veja também

Porto Mídia - PodCast

Publicidade

WhatsApp Image 2021-12-06 at 18.51.44
WhatsApp Image 2021-11-20 at 07.01.56
WhatsApp Image 2021-11-19 at 12.16.21
271167716_1371306459985553_2769517668468713410_n
WhatsApp Image 2021-08-06 at 08.36.06
WhatsApp Image 2021-10-29 at 09.23.51

Anuncie aqui,
clique aqui para entrar em contato.

Já conhece nosso podcast?